Oi, o que você está procurando?

Professor é vítima de cyberbulling por ser obeso e pela opção sexual

O professor P.R.J., 30 anos, que reside em Coroados e trabalha em Araçatuba, procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência acusando pelo menos três pessoas, sendo dois promotores de eventos de uma boate gay, de cyberbulling, com xingamentos devido à sua opção sexual e porte físico obeso.

Ele disse que as ofensas começaram porque vítima e acusados trabalham, na promoção de eventos, em diferentes boates para público GLS (gays, lésbicas e simpatizantes). A boate que a vítima presta serviço lançou uma festa temática, e a concorrente teria anunciado festa com nome semelhante. Por este motivo, iniciou-se um debate no facebook  e a vítima entrou dizendo que havia falta de criatividade do concorrente.

Isso motivou os ataques contra professor, que foi chamado de “bicha feia”, que teria “reflexo de gordo” e que “precisa fazer uma mastectomia (retirada da mama)”. Diante das ofensas públicas o professor passou a se sentir envergonhado, disse que passou a ficar intimidado de sair na rua e que começou a ficar depressivo.

Ele decidiu levar o caso à polícia e pretende processar os autores das agressões que sofreu nas redes sociais. Todas as provas foram impressas e entregues à Polícia Civil, que vai investigar o caso.

Veja os prints das injurias sofridas pelo professor:

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!