Entenda como as constelações são batizadas

Cassiopeia, Carina, Fenix...Estes nomes te remetem a alguma coisa? Não? E Andrômeda?! São todos nomes de constelações. Andrômeda está entre as mais famosas.

Na antiguidade, estes grupamentos de estrelas eram associados a figuras de animais, objetos e até personagens da mitologia.

Origem dos nomes

Estas formações no céu nortearam os povos ancestrais, ajudaram a explicar a passagem do tempo e a troca das estações. 

Cada povo batizava a constelação de acordo com sua cultura e vivência.

Foram fundamentais para a subsistência e para organização de rotinas, como plantar e colher.

Só em 1930 é que foi realizada uma classificação da esfera celeste, dividida geometricamente em 88 partes.

Classificação oficial

Destas, mais da metade são constelações atribuídas à Grécia Antiga, sendo 48 registradas pelo cientista Ptolomeu.

E você deve estar se perguntando como é possível localizar no céu estas constelações?

''Se olharmos para o céu sempre no mesmo horário ao longo do ano veremos que ele se repete a cada estação", diz a astrônoma Flávia Requeijo

Dica de quem entende do assunto

E no inverno, vemos a constelação de Escorpião

Por exemplo, no verão vemos a constelação de Orium No outono a constelação do Cruzeiro do Sul cada vez mais em destaque.

TEXTO Adrielen Alves (EBC) IMAGENS Unsplash, Pixabay