Oi, o que você está procurando?

USP

SP: Hospital das Clínicas investiga ‘fungo preto’ em paciente que teve covid

O hospital disse que não vai divulgar detalhes sobre o caso porque ainda não foi autorizado a fazer isso pelo paciente ou por sua família

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP informou nesta quarta-feira, 2, que está investigando um caso de mucormicose, doença conhecida como “fungo preto”. O paciente está na faixa dos 30 anos e tem histórico de infecção pelo coronavírus.

O hospital disse que não vai divulgar detalhes sobre o caso porque ainda não foi autorizado a fazer isso pelo paciente ou por sua família. Segundo o HC, o Ministério da Saúde só será notificado sobre o caso se a doença for confirmada.

Outro caso de fungo preto está sendo investigado em Santa Catarina. O paciente, de 52 anos, tem como comorbidades diabete e artrite reumatoide. Ele começou a ter sintomas gripais em 20 de fevereiro deste ano e, três dias depois, teve o diagnóstico para covid-19. Em março, no dia 19, ele precisou ser internado em um hospital particular por ter apresentado fraqueza generalizada relacionada com a covid-19 e teve alta no início do mês passado.

Pacientes com covid apresentaram quadro na Índia

Casos de “fungo preto” foram detectados em pacientes na Índia e a relação da doença com pacientes imunodeprimidos diagnosticados com a covid-19 é investigada.

Especialistas acreditam que o fungo pode estar infectando pacientes com covid com sistema imunológico já enfraquecido e que comorbidades, principalmente diabete, fazem com que eles fiquem mais vulneráveis. Outra linha analisa se o uso de esteroides durante a internação por estar relacionada com a condição.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!