Oi, o que você está procurando?

beneficente

Sem recursos públicos, Aadefa mantém bazar permanente para complementar receita

As vendas são realizadas no varejo e no atacado, onde é possível comprar peças com valores a partir de R$ 1

A Aadefa (Associação de Atendimento aos Deficientes Físicos de Araçatuba) é uma entidade que existe há quase quatro décadas e realiza atendimento gratuito a pessoas com deficiências e há não recebe recursos públicos. Para manter os atendimentos conta com doações, trabalhos voluntários e tinha como um dos carros-chefe a realização de eventos, que não estão sendo realizados em virtude da pandemia do Covid-19. Uma das fontes que complementa a receita da entidade está sendo o bazar beneficente permanente.

O bazar trabalha com a venda de roupas e acessórios, masculino, feminino e infantil. De acordo com uma das responsáveis pelo trabalho na entidade, Marília Cabral, as vendas são realizadas no varejo e no atacado, onde é possível comprar peças com valores a partir de R$ 1.

São peças novas e muitas de grife, além de peças usadas semi-novas. No bazar também é possível comprar souplast feito à mão, calçados, roupas infantis e acessórios, como bolsas, cintos, óculos e outros. Todas as peças são doações de lojas e também de voluntários. Qualquer pessoa pode comprar, além de quem revende em comércios próprios. O atendimento é de segunda a sexta-feira das 9h às 17, na sede da entidade, na rua Amazonas, 745.

Receita

A presidente da Aadefa, Bernadete Rodrigues Inácio, explicou que a entidade se mantém apenas com recursos próprios, cuja receita é gerada por meio de doações voluntárias, algumas regulares e outras esporádicas, incluindo pessoas físicas e jurídicas, além de eventos. Como os eventos estão paralisados por conta da pandemia, são realizadas ações com sistema delivery, como uma galinhada programada para o próximo dia 22.

A Aadefa passa por dificuldade financeira e não consegue contratar uma assistente social com vínculo empregatício, uma das exigências para se cadastrar no Comas (Conselho Municipal de Saúde) para viabilizar a destinação de recursos públicos.

A instituição ainda consegue se manter e realizar os atendimentos gratuitos graças à ação de voluntários, doadores e pelo fato de estar instalada em prédio próprio, ficando isenta do aluguel. A atual diretoria também vem pagando em dia o refinanciamento de encargos que se acumularam no passado.

A Aadefa foi fundada há quase quatro décadas e hoje atende gratuitamente a 34 pessoas oferecendo atendimento de fisioterapia, hidroterapia e massoterapia, sem contar com trabalho de encaminhamento para outras áreas da saúde.

 

SERVIÇO:

Aadefa
Rua Amazonas, 745. Jardim Paulista. Araçatuba
Tel (18) 3117-7430

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!