Oi, o que você está procurando?

Curso Técnico

Birigui e Etec retomam parceria para estágio de enfermagem

Os estágios estavam suspensos desde o início da pandemia, em março do ano passado

A Prefeitura de Birigui e a Etec Dr. Renato Cordeiro retomaram no início deste mês a parceria para que os alunos do curso técnico de enfermagem da instituição atuem no município. Os estágios estavam suspensos desde o início da pandemia, em março do ano passado.

São 102 estudantes que estão fazendo estágio obrigatório (não remunerado) em diversos setores, como nos drive-thrus da vacinação contra a covid-19, no projeto Birigui Pela Vida na UBS 1 da Vila Bandeirantes, na Secretaria de Saúde, nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e no Pronto Socorro Municipal.

Estão fazendo estágio os alunos do 2º e 4º módulos do curso, com cargas horárias de 24 e 30 horas semanais, respectivamente. Ontem (17/05), o prefeito Leandro Maffeis e a secretária de Saúde, Cássia Rita Santana Celestino, conversaram com mais um grupo de alunos que iniciou o estágio.

“Dar oportunidade para os jovens se capacitarem para o mercado de trabalho é um dos compromissos da nossa gestão. Por meio dos atendimentos na Saúde Municipal, estes alunos estão podendo colocar em prática todo aprendizado, sendo uma chance ímpar para a formação deles na profissão”, disse o prefeito.

Estágio Obrigatório

O diretor da Etec de Birigui, Alexandre Violin, explicou que o estágio é obrigatório na grade curricular do curso técnico de enfermagem. O estágio no 2º módulo é requisito para os alunos se formarem como auxiliar de enfermagem. Já no 4º módulo é requisito para obterem o diploma como técnico na área.

“O estágio é a principal ferramenta para as práticas da enfermagem. 100% dos estagiários saem empregados e a maioria dos servidores da saúde de Birigui e região são ex-alunos da Etec”, afirmou o diretor, ao ressaltar a importância do estágio para a vida acadêmica e profissional do estudante.

Violin lembrou que o prefeito não mediu esforços para liberar os estágios, que só não ocorreu antes devido à segunda onda da covid-19. “Então só temos a agradecer ao prefeito Leandro Maffeis, a secretária de Saúde Cássia, a enfermeira da Vigilância Epidemiológica e professora Maria Helena e a coordenadora do curso Bruna Perassoli por todo apoio”, concluiu.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!