Oi, o que você está procurando?

Investigação

Homem encontrado morto em hotel de Araçatuba foi vítima de latrocínio

Corpo do homem de 45 anos estava nu e embaixo da cama do quarto; vítima era de Mogi das Cruzes

Peritos analisaram o quarto onde a vítima foi encontrada (Foto: RP10)

O homem encontrado morto em um hotel no centro de Araçatuba foi identificado pela Polícia Civil. Trata-se  de Elenilson da Silva Ramos, de 45 anos, natural de Mogi das Cruzes. O caso está sendo investigado como latrocínio (roubo seguido de morte), conforme o RP10 adiantou ontem (6), após a descoberta do corpo.

De acordo com levantamento feito pela polícia, a vítima se hospedou no hotel por volta das 14h40 de quarta-feira (5/5)  junto com outro homem de 30 anos, de Guaianazes, São Paulo, cuja identidade não foi revelada para preservar a investigação.

Imagens do circuito de segurança do hotel ajudaram a polícia a estabelecer a linha de investigação. Vídeo mostra que os dois discutiram muito na calçada antes de entrarem no hotel, que fica na Rua Olavo Bilac.

A dupla pagou por dois quartos e ocupou um deles. O outro dormitório foi reservado para um outro colega que chegou ao hotel às 19h. É possível ver nas imagens de segurança que meia hora depois, este último hóspede e o que chegou junto com a vítima deixam o hotel.

A polícia constatou que o primeiro envolvido estava com a mochila da vítima e que vestia a mesma camiseta que Elenilson chegou ao hotel. Os dois não foram mais vistos.

O corpo de Elenilson foi encontrado por uma camareira do hotel durante a limpeza, no início da tarde de quinta-feira. A vítima estava sem roupas e embaixo de uma cama. Havia sangue no nariz e na boca, mas o corpo não apresentava vestígio de violência.

O dormitório estava limpo e arrumado. A polícia encontrou no banheiro um pedaço de papel picado que foi apreendida junto com uma lata de cerveja amassada e com um furo no meio, tipo de utensílio normalmente usado para consumo de crack. Um preservativo usado também foi recolhido pela perícia na cena do crime.

Ainda não se sabe a causa da morte da vítima, que havia saído recentemente do sistema carcerário. O corpo foi encaminhado para exame necroscópico no IML (Instituto Médico Legal). O laudo do legista deve sair em 30 dias.

O caso é investigado pela DH (Delegacia de Homicídios) da Deic (Divisão Especializada de Investigação Criminal) de Araçatuba.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!