Oi, o que você está procurando?

Economia

Financiamento imobiliário em Birigui cresce 12,99% e supera R$ 729 milhões

Dados são do mês de fevereiro deste ano em comparação ao mesmo período de 2020; abertura de empresas é um dos reflexos da movimentação financeira

O financiamento imobiliário do sistema bancário de Birigui alcançou o valor de R$ 729.840.073 milhões em fevereiro, crescimento de 12,99% comparado ao mesmo período de 2020. A abertura de empresas da construção civil no primeiro trimestre é um dos reflexos da movimentação financeira.

As informações foram compiladas do Bacen (Banco Central do Brasil) e divulgadas pelo Observatório de Inteligência Econômica, projeto da SDE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) da Prefeitura Municipal de Birigui.

O crescimento do indicador traz boas expectativas para a economia biriguiense tendo em vista que os financiamentos imobiliários são alavancadores do setor da construção civil e de sua cadeia produtiva, cuja importância é decorrente da capacidade multiplicadora positiva do segmento.

Abertura de empresas

Entre as empresas abertas na cidade entre janeiro e março relacionadas ao segmento da construção civil se destacam: obras de alvenaria com 28 empreendimentos; instalação e manutenção elétrica com 10 empresas; serviços de pintura em edifício em geral com 7 unidades.

A lista inclui ainda a abertura de três empresas de fabricação de artigos de serralheria; duas unidades de aplicação de revestimentos e resina em interiores e exteriores; duas empresas de comércio varejista de tintas e materiais de pintura; entre outras.

Os financiamentos imobiliários desencadeiam a movimentação da economia local ao acionarem as engrenagens do setor da construção e de sua cadeia produtiva, envolvendo desde uma pequena reforma residencial, passando pela construção de uma casa, prédio ou galpão industrial.

Esse processo impulsiona a demanda de lojas de materiais de construção; elétricas e hidráulicas; casas de tintas; serralherias; madeireiras; contratação de construtores; carpinteiros; encanadores; gesseiros; vidraceiros; eletricistas, entre outros.

Desenvolvimento

O efeito de encadeamento movimenta todos os setores importantes da economia: comércio, serviços e indústria. E a administração municipal está trabalhando para a criação de um ambiente acolhedor aos investidores, empreendedores e ao desenvolvimento das empresas locais.

“Apesar da pandemia e das adversidades do início do ano, a cidade se destaca pela resiliência e capacidade de atrair novos investimentos. Birigui apresenta expressivo crescimento demográfico e, portanto, oportunidades para novos loteamentos e construção residencial”, disse o secretário da SDE, Nivaldo Albani.

O projeto Observatório de Inteligência Econômica tem por objetivo suprir as demandas de informações e conhecimento dos agentes econômicos do município, além de subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas a geração de emprego, renda e ao desenvolvimento local. Os relatórios divulgados pela SDE estão disponíveis no site sedecti.org.

 

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!