Oi, o que você está procurando?

Xadrez

Enxadristas de Araçatuba têm boa colocação em Olimpíada online

A olimpíada online é realizada no Brasil, na plataforma Lichess, organizada pelo CTXB: Centro de Treinamento de Xadrez Brasileiro

Os enxadristas Eduardo Falcão, Wallacy Aponi, e Antonio Gabriel Ferreira, da Escolinha de Xadrez da Prefeitura de Araçatuba, aparecem bem colocados no ranking da 1ª Olimpíada CTXB de Xadrez RPD online 2021.

A olimpíada online é realizada no Brasil, na plataforma Lichess, organizada pelo CTXB: Centro de Treinamento de Xadrez Brasileiro. A competição foi aberta para todos os estados brasileiros, tendo 500 participantes, de vários níveis e idades, e recebeu, também, concorrentes de outros países.

Ivone Aparecida Paulino, técnica das equipes de xadrez de Araçatuba e responsável pelas turmas da Escolinha de Xadrez da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, explica que a Olimpíada teve 6 etapas, das quais um quarto dos melhores colocados passavam às fases seguintes. O competidor Eduardo participou da final e ficou entre os seis melhores, Wallacy em 15º e Antônio em 26º, todos na categoria U18 (sub-18).

“Eduardo, Antonio e Wallacy estão há 4 anos comigo, já têm vários títulos e a evolução deles é muito visível”, celebra a treinadora.

Ivone explica que, em razão da pandemia, os estudos e treinamentos continuaram apenas online, meio por onde também participam com frequência de campeonatos e torneios, além de campeonatos internos.

São cerca de trinta crianças e adolescentes na Escolinha de Xadrez da SMELR, além de adultos no período noturno. Na Estação Cidadania, até a paralisação das atividades presenciais, eram 12 participantes; Na escola IE Manoel Bento da Cruz, eram 100 adolescentes e na Emeb Leão Nogueira Filho a modalidade era oferecida aos alunos. Em 2021 foi iniciado um núcleo na EE José Augusto Lopes Borges, com 8 adolescentes, mas também parou por causa da fase vermelha.

Todas as turmas recebem o projeto pela Prefeitura, tendo como responsável a professora Ivone Paulino, funcionária efetiva municipal. Havia, ainda, o trabalho com a AMA – Associação Amigos dos Autistas, uma vez por semana, com 12 alunos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!