Oi, o que você está procurando?

POLÍTICA

Bolsonaro quer isenção de motos em pedágio: “Já acertei com Tarcísio”

Presidente disse que não pode mudar contratos atuais, mas que acertou com ministro de Infraestrutura para tirar veículos em novas concessões

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu nesta segunda-feira (10/5) a isenção para as motos em pedágios de rodovias. A declaração foi feita durante conversa com apoiadores.

Ao abordar o presidente, o simpatizante disse que seria indevida a cobrança de pedágio de motos por eixo, visto que os veículos não possuem eixos.

Bolsonaro respondeu: “Tem contratos antigos que eu não posso passar por cima. Eu já acertei com o Tarcísio [Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura] botar nas futuras concessões ali… A gente tira a moto fora”.

Alguns projetos de lei para proibir a cobrança de pedágio para motos estão na Câmara dos Deputados, mas até hoje nenhum deles avançou.

A conversa de Bolsonaro com apoiadores foi gravada e divulgada por um canal no YouTube simpático ao presidente.

Inmetro

Bolsonaro disse, também, que trocou toda a equipe do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e agora todos estão trabalhando para o Brasil.

“Mudou o Inmetro completamente, eu troquei todo mundo lá e tá trabalhando para o Brasil. Queriam trocar o taxímetro, nós cancelamos isso aí. Queriam trocar os tacógrafos de todos os caminhões do Brasil, também acabei com isso daí”, disse Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

O Inmetro é a autarquia federal responsável por executar políticas nacionais de metrologia, fiscalizar o cumprimento de normas técnicas, métodos e instrumentos de medição e unidades de medida.

Em fevereiro de 2020, o mandatário afirmou que tinha implodido o Inmetro por medidas que estariam atrapalhando a vida de quem produz.

As duas medidas citadas por Bolsonaro atingiriam grupos que o apoiam, como os taxistas e os caminhoneiros. No caso dos tacógrafos, a ideia seria trocar os instrumentos usados para medir a velocidade de automóveis, os chamados “pardais”, de analógicos para digitais.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!