Oi, o que você está procurando?

Ajuda na pandemia

Rede Emancipa de Araçatuba lança campanha “Solidariedade Ativa”

Objetivo é arrecadar alimentos não perecíveis, máscaras e álcool em gel, além de celulares, para serem distribuídos à população da periferia

Com o avanço da pandemia, a crise sanitária vem se agravando cada vez mais, principalmente nas periferias. O empobrecimento e a fome voltaram a ser uma realidade. Por isso, a Rede Emancipa de Araçatuba lança a campanha “Solidariedade Ativa – vacina para viver, educação popular para transformar!”, para ajudar pessoas carentes a ficarem em casa, sem passar nenhuma necessidade.

O projeto visa arrecadar alimentos não perecíveis, máscaras e álcool em gel, celulares usados ou não, que serão destinados para estudantes da periferia sem recursos tecnológicos para continuar os estudos e livros, além de organizar uma vakinha on-line para aquisição de cestas básicas.

Para realizar as doações, os interessados devem acessar o site emancipaaracatuba.com.br e agendar um horário. No endereço eletrônico também é possível encontrar mais informações sobre a campanha.

“Estamos diante de uma crise sanitária gravíssima com milhares de mortes diárias. Isso tem diversos desdobramentos e atinge diretamente, e com mais força, as periferias. Em 2021, a realidade do país piorou. O que nos coloca novos desafios. Como seguir organizando as juventudes que estão nos territórios que atuamos para a construção da luta e de um projeto das periferias para transformar justamente essa realidade que nos assola?”, questiona Matheus Lemes, coordenador do Emancipa Araçatuba.

Ele cita um texto como parte da concepção do projeto. “Não se trata de assistencialismo, nem caridade. Sabemos bem que a periferia sempre criou suas próprias soluções para as dificuldades impostas pelo andar de cima. Se trata de entender a urgência das necessidades imediatas, e ter como método o fortalecimento desses núcleos de solidariedade. Para nós, mais importante do que o volume de doações, é o engajamento das pessoas desses núcleos, a participação das pessoas na campanha, em especial das que recebem. Para nós, a solidariedade ativa é lutar por esse fortalecimento dos núcleos periféricos de solidariedade, não apenas a ação unilateral de doação de mantimentos.”

Por todo o país, já existem diversos núcleos de solidariedade ativa para organizar campanhas financeiras e realizar arrecadação de cestas básicas, itens de higiene, máscaras, álcool em gel e celulares, visando sempre fortalecer os laços de solidariedade e coletividade para organizar a luta popular nesse momento tão duro e de desesperança. “Convidamos os ativistas e simpatizantes da Rede Emancipa a se somarem com a gente”, finaliza Lemes.

Sobre o Emancipa
A Rede Emancipa existe em Araçatuba desde fevereiro deste ano, mas já vem ganhando adeptos desde 2007, quando se iniciou no Brasil. O projeto é um movimento social de educação popular, construindo um importante trabalho voltado à educação de jovens de escolas públicas. O principal foco de atuação da Rede Emancipa tem sido a organização de cursinhos populares pré-universitários para atender à demanda dos estudantes de ensino público pelo acesso ao ensino superior.

Nos cursinhos, além de refletir sobre o conteúdo exigido pelos vestibulares, também é priorizada a educação transformadora que ofereça o máximo de instrumentos para que estes pensem as suas realidades de maneira crítica e emancipadora. O espaço da Rede Emancipa não se limita apenas ao cursinho, ao longo dos anos, o entendimento de que o processo educativo é ininterrupto ao longo da vida, tem servido de inspiração para que outras experiências de educação popular sejam realizadas. Também há planos que incluem alfabetização de jovens e adultos, preparação para concursos, educação infantil e pré-vestibulinho.

A Rede Emancipa é movida pela necessidade de educar para a liberdade de democratizar o acesso à informação e ao conhecimento em todos os níveis de ensino, em especial o superior.

Ao longo de sua história, já atendeu mais de 20 mil estudantes, auxiliando milhares a entrar nas mais diversas universidades e furar o bloqueio do acesso ao ensino superior do país. Tais ações são a marca da atuação deste movimento social por mais de uma década.

Serviço

Caso queira mais informações e/ou uma entrevista com o coordenador do projeto, Matheus Lemes, é só entrar em contato conosco, pelo email [email protected] ou pelo telefone (18) 99626-9775.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
38