Oi, o que você está procurando?

Região

Polícia Federal prende três pessoas por extração ilegal de areia em Castilho

Os presos foram conduzidos até a sede da PF em Araçatuba (SP) para flagrante por crime de extração ilegal de minério e usurpação de bens pertencentes à União

Embarcação usada para extrair areia ilegalmente foi apreendida pela Polícia Federal em Castilho (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (27/4) três pessoas em flagrante no momento em que extraíam areia ilegalmente em um trecho do Rio Paraná, nas proximidades do município de Castilho (SP).

A embarcação (draga) pertence a uma empresa sediada na cidade de Castilho e que comercializa vultosa quantidade do mineral (areia grossa, fina e cascalho) extraído ilegalmente no Rio Paraná.

A empresa já havia sido fiscalizada e autuada pela Polícia Ambiental e, em janeiro do corrente ano, teve a embarcação apreendida e lacrada pela Marinha do Brasil por violação da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário.

Mesmo assim, continuou realizando a exploração até a data de hoje, quando os investigados foram surpreendidos e presos pela PF.

A embarcação, capaz de extrair e armazenar até 70 m³ de areia, foi apreendida, juntamente com a areia já extraída.

No porto de areia da empresa, foram encontrados cerca de 15 mil m³ de areia, cuja origem será apurada no decorrer da investigação.

Os presos foram conduzidos até a sede da PF em Araçatuba (SP), para a lavratura do flagrante delito por crime de extração ilegal de minério (artigo 55, da Lei 9.605/98, com pena de seis meses a um ano, e multa) e usurpação de bens pertencentes à União, previsto no art. 2º da Lei 8.176/91, com pena de detenção, de um a cinco anos e multa.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE