Oi, o que você está procurando?

Araçatuba

Mundo da motovelocidade perde Sérgio Hata para a Covid-19

Mecânico de motos de altas cilindradas, Hata se tornou conhecido em todo o País por seu trabalho de preparação destes veículos para campeonatos

Sérgio Hikuo Hata tinha 60 anos, estava internado no Hospital Unimed Araçatuba desde o dia 25 de março e faleceu nesta madrugada - Foto: Reprodução Facebook

O mecânico de motovelocidade Sérgio Hikuo Hata, 60 anos, morreu na madrugada deste sábado (10), no Hospital Unimed Araçatuba, em decorrência de complicações da Covid-19, após 16 dias de internação.

Bastante conhecido por seu trabalho de preparação de motos de altas cilindradas para campeonatos, Sérgio Hata prestou serviços para pilotos de várias localidades.

Além do trabalho em sua oficina, em Araçatuba, ele acompanhava os competidores nos autódromos, durante as competições. Muitas vezes, as equipes que integrava lideraram o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

Hata, inclusive, foi mecânico do piloto araçatubense Fábio Adas, vencedor da Superbike 2011 e das 500 milhas de Interlagos, em 2012. Adas faleceu em 2015, aos 43 anos, vítima de acidente de moto, na Rodovia Marechal Rondon.

“Como mecânico, ele conseguia tirar o melhor desempenho das motos. Possuía um conhecimento que já está nos fazendo muita falta”, afirma o também mecânico Leandro Silva Mazini, conhecido como Moisés, que trabalhava com Hata. “Como pessoa, era um paisão, muito justo, correto. Aprendi demais com ele”, completa.

Sérgio Hata deixa a esposa, Iara; a filha, Luciana, e um neto. Seu corpo será sepultado na tarde deste sábado, em Mirandópolis, sua cidade natal. Não haverá velório.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE