Oi, o que você está procurando?

Araçatuba

Duas pessoas são presas após resistência contra PMs em área de lazer

PMs foram acionados para dar apoio em uma fiscalização para conter aglomeração em uma área de lazer no bairro Concórdia, em Araçatuba

Um homem e uma mulher foram presos em flagrante por dano ao patrimônio público, desacato e resistência contra policiais militares e guardas civis municipais durante atendimento a uma ocorrência de aglomeração em uma área de lazer no bairro Concórdia 3, em Araçatuba (SP). O incidente ocorreu na noite deste sábado (10). Ao todo, seis pessoas foram detidas e quatro acabaram liberadas na madrugada deste domingo (11).

A Polícia Militar foi aci0nada em apoio a fiscais de postura do município que realizavam uma fiscalização após denúncia de aglomeração na área de lazer na Avenida Antônio Cavasana.

Durante a ocorrência, um dos participantes da festa partiu para cima dos PMs após se recusar a fornecer a identificação. Um outro tentou acertar uma cabeçada em outro PM e no embate acabou mordendo a perna dele. Outro  policial foi atingido por uma capacetada na cabeça.

Diante da situação, outras viaturas foram acionadas para dar apoio. A confusão se entendeu pelas ruas próximas. Os policiais, com apoio do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), usaram bastão tonfa e gás pimenta para conter algumas pessoas que se revoltaram com a presença dos agentes no local.

De acordo com o boletim de ocorrência, as pessoas tentaram pegar as armas dos policiais, o que não foi possível graças a intervenção de outras equipes. A mulher que acabou presa em flagrante agrediu um policial com chutes e danificou uma viatura da PM.

Os seis detidos foram apresentados no plantão policial de Araçatuba. Após ouvir todas as partes, o delegado plantonista deliberou pela prisão de um homem e uma mulher e pela liberação dos outros envolvidos.

Cinco policiais e uma guarda civil municipal ficaram feridos e passaram por atendimento no Pronto-Socorro Municipal. Os detidos também foram levados para a unidade de saúde, mas recusaram atendimento, segundo boletim de ocorrência. Um policial também teve o colete balístico danificado na ação.

O caso vai continuar sendo apurado em inquérito a ser aberto pela Polícia Civil. Os nomes os presos não foram divulgados pela polícia em razão das lei de abuso de autoridade.

Vídeo do local:

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
23