Oi, o que você está procurando?

Educação

Birigui adia a volta às aulas presenciais na rede municipal para três de maio

Segundo o município, as escolas precisam de um prazo maior para revisar seus protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19

Imagem ilustrativa (Foto: Angelo Cardoso)

A Prefeitura de Birigui adiou a volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino para o dia três de maio. A decisão foi publicada na edição do Diário Oficial Eletrônico do município desta quinta-feira (22). Inicialmente, as aulas voltariam na próxima segunda-feira (26).

Um dos motivos para o adiamento é a necessidade de um prazo maior para que as escolas revisem seus protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19, conforme expôs a secretária municipal de Educação, Idália Cristina Marin Amadio, ao prefeito Leandro Maffeis (PSL), em reunião realizada nesta manhã.

A secretária também pontuou que, antes da retomada das aulas e atividades presenciais, o município precisa realizar a atribuição dos cargos efetivos de Professor de Educação Infantil, Professor I, Diretor de CEI e Orientador Pedagógico de CEI, que está agendada para o próximo dia 30.

Antes da retomada presencial, a secretária afirmou que também é necessária a convocação de educadores de creches efetivos, que prestaram concurso em 2019, e ainda aguardar que alguns servidores de apoio, como auxiliares de serviços gerais e orientadores de alunos, que já foram convocados, concluam os trâmites para o trabalho nas escolas.

Conforme o decreto municipal publicado nesta quinta-feira, o adiamento foi motivado por questões operacionais, sem com isso desrespeitar o decreto estadual 65.597/2021, que tornou a educação serviço essencial.

Ensino híbrido

O ensino será híbrido, com aulas presenciais e remotas. A previsão é de receber 35% dos alunos matriculados nas salas para o ensino presencial. Para isso, deverá haver um escalonamento com o revezamento dos estudantes cujos pais concordarem em enviar os seus filhos para a escola, já que as atividades presenciais são facultativas.

As unidades escolares divulgarão em mural e outros meios, no período de 26 a 30 de abril, as escalas de revezamento semanal das turmas.

Os pais ou responsáveis deverão optar por enviar o filho para as aulas e atividades em um dos turnos. No período da amnhã, a entrada poderá ocorrer entre 6h e 7h, e a saída, entre 11h e 12h. À tarde, a entrada poderá ser entre 12h e 13h e a saída, entre 17h e 18h.

Já os que quiserem optar pelas aulas remotas devem ir às escolas em que as crianças estão matriculadas e manifestar a sua escolha.

As turmas de berçário e dos Centros de Educação Infantil (CEIs) não retornarão às aulas e atividades presenciais, por enquanto, segundo o município.

Manifestação

Na sexta-feira (16), professores fizeram uma carreata em protesto ao retorno às aulas presenciais. A preocupação dos professores é que a grande maioria tem menos de 47 anos de idade, portanto não está incluída na vacinação contra a Covid-19, por enquanto. Um dos objetivos da manifestação foi pedir o adiamento do retorno às salas de aula.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
23