Oi, o que você está procurando?

Economia

Preço do etanol chega a R$ 3,99 em Araçatuba; gasolina vai a R$ 5,38

Valores são os mais altos já praticados na cidade, provocados pelos constantes aumentos no preço da gasolina pela Petrobras e pela entressafra da cana-de-açúcar

Posto de Araçatuba com os novos preços após a alta, nesta quarta-feira (3)

O preço do etanol chegou aos R$ 3,999 em Araçatuba nesta quarta-feira (3). Já o da gasolina é vendido por até R$ 5,389. Os valores são os mais altos da história, provocados pelas constantes altas praticadas pela Petrobras nas refinarias e pela entressafra da cana-de-açúcar e a consequente redução de oferta do biocombustível no mercado.

Somente em 2021, a estatal praticou cinco altas nos preços da gasolina, que, acumuladas, chegam a 41,3%. O último aumento foi anunciado nessa terça-feira (2), com um reajuste de R$ 0,12 no preço médio do combustível na venda das refinarias para as distribuidoras, que passou a ser de R$ 2,60, alta de 4,8%.

Na esteira do preço da gasolina, o etanol também sofreu reajuste. O agravante é a entressafra da cana-de-açúcar e o baixo estoque do biocombustível nas usinas, que devem voltar a moer somente em abril.

Um posto localizado na Rua Aguapeí tem o preço mais atrativo, tanto no caso da gasolina quanto no do etanol. O primeiro é vendido a R$ 4,599 o litro e o segundo, a R$ 3,399. Por causa do valor menor em comparação aos concorrentes, houve até formação de filas de consumidores nesta quarta-feira.

Etanol X Gasolina

Em alguns postos que elevaram o valor do etanol para R$ 3,999, não compensa para o consumidor abastecer com o derivado da cana, já que, para valer a pena, o preço do combustível deve ser equivalente a até 70% do valor da gasolina.

Neste caso, levando em consideração que o derivado do petróleo é vendido a R$ 5,389 o litro, compensaria abastecer com etanol se ele fosse comercializado por até R$ 3,772 o litro.

Nas unidades produtoras, o etanol hidratado vem apresentando altas desde o dia 23 de dezembro do ano passado, conforme o indicador do Centro de Pesquisa de Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Os maiores aumentos, porém, ocorreram no dia 19 de fevereiro, quando o litro nas usinas passou a custar R$ 2,5268 ante os R$ 2,2474 da semana anterior, alta de 12,43%. Já na última sexta-feira (26), o biocombustível passou a custar R$ 2,7100 nas usinas, aumento de 7,25%. Os valores não incluem frete, ICMS e PIS/Cofins.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
31