Oi, o que você está procurando?

EM ANDRADINA

Morte de trabalhador dentro de fábrica não foi homicídio

Delegado afirma que na madrugada do acidente o trabalhador estava praticamente dormindo em pé.

Após ser localizado Thainã foi socorrido e internado na UTI da Santa Casa de Andradina onde faleceu no dia seguinte. (Arquivo Pessoal)

O delegado Tadeu Aparecido Carvalho Coelho, responsável pela investigação da morte do jovem Thainã Teixeira (20), no último dia 19 de fevereiro.

O corpo de Thainã foi encontrado por uma equipe de limpeza debaixo de pallets pesando aproximadamente 500k, dentro da fábrica de caixas de papelão e embalagens Citroplast, em Andradina/SP.

Segundo Tadeu o inquérito, que ouviu 30 testemunhas, concluiu que a morte foi acidental, por asfixia mecânica após ter seu corpo esmagado pelo peso dos pallets de madeira. “O médico legista fez um excelente trabalho. Ele verificou no prontuário do hospital que as lesões que haviam no pescoço e em outras parte do corpo do Thainã foram causadas durante o procedimento emergencial do hospital, já que ele chegou na unidade em estado grave precisou ser entubado “, explicou Tadeu a imprensa.

Segundo as investigações, colegas de trabalho relataram que na madrugada do dia 19 de fevereiro, por volta de 5h20, Thainã saiu da linha de trabalho, levando caixas de papelão consigo. Ele teria procurado um local aleatório aa descansar, o que foi visto por uma testemunha. “Ele estava mudando de casa, resolvendo questões de contrato, compra de móveis, por isso estava muito cansado, praticamente dormindo em pé” , disse Tadeu.

Após ser localizado Thainã foi socorrido e internado na UTI da Santa Casa de Andradina onde faleceu no dia seguinte.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
34