Oi, o que você está procurando?

PANDEMIA

Estado de SP tem “kit de intubação” para apenas mais uma semana

Ministério da Saúde cancelou, em agosto de 2020, uma compra internacional de medicamentos para kit intubação

Breno Esaki/Agência Saúde DF

São Paulo – A Secretaria de Saúde de São Paulo informou, neste sábado (20/3), que os hospitais públicos do estado possuem estoque de medicamentos para intubação suficiente para apenas sete dias.

Os produtos em escassez fazem parte do chamado “kit intubação”, composto por sedativos e bloqueadores neuromusculares, liberado pelo governo federal na última semana, mas em quantidade suficiente para apenas 10 dias, segundo a Secretaria de Saúde.

A Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp) também declarou neste sábado estoque limitado há, no máximo, 15 dias, “no melhor dos cenários”.

“A gente alertou governo federal e governo estadual que a oferta de medicamentos está muito baixa e apelamos pela requisição de mais estoque”, declarou Edson Rogatti, presidente da Fehosp, à CBN São Paulo.

Em meio à pandemia do coronavírus, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) apontou que o Ministério da Saúde cancelou, em agosto de 2020, uma compra internacional de medicamentos para o chamado kit intubação.

A informação veio à tona em um momento que a demanda de medicamentos do kit intubação registrou alta de mais de 2.000% em todo o Brasil.

Segundo dados do Ministério da Saúde analisados pelo Metrópoles, a quantidade de propofol distribuído pela pasta foi de 679,5 mil em março deste ano, o equivalente a uma alta de 1.553% em relação a fevereiro (41,1 mil).

Já o atracúrio, indicado para facilitar a intubação e relaxar a musculatura, teve crescimento de 2.302% em março, quando foram distribuídas 399,3 mil unidades do fármaco, ante 16,6 mil em fevereiro.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
39