Oi, o que você está procurando?

Avanço da Pandemia

Brasil registra mais de 3 mil mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, o Ministério da Saúde registrou 82.493 novos casos e 3.251 novos óbitos

Foto: ONG Rio da Paz

O Brasil quebrou um triste recorde nesta terça-feira, 23. Pela primeira vez no período de mais de um ano de duração da pandemia do novo coronavírus, o país acumulou mais de 3.000 mortes em um único dia. Nas últimas 24 horas, o Ministério da Saúde registrou 82.493 novos casos e 3.251 novos óbitos.

São Paulo foi o responsável por quase um terço do total de mortes por Covid-19 no país. Sozinho, o Estado registrou 1.021 óbitos no dia. O número é o maior de uma única federação brasileira em toda a pandemia, superando as 713 mortes também em São Paulo, em 29 de julho de 2020.

A marca revela mais um passo para o aumento da curva de mortes por causa da Covid-19. O Brasil apresenta uma situação de aumento brusco no volume de óbitos a cada dia e, com as mais de 3.000 vidas perdidas nas últimas 24 horas, quebrou o recorde da média móvel de mortes pelo 28º dia seguido: 2.364,1.

Em relação ao mundo, o Brasil é hoje o país que vive o pior momento da pandemia. Só os Estados Unidos tiveram mais infectados e mortos desde o início da contaminação. Nas últimas 24 horas, os americanos perderam 479 pessoas para o vírus, quase sete vezes menos do que os brasileiros. Em novos casos, a Índia foi o país com o maior número no período, com 40.715: menos da metade do total registrado no Brasil no dia.

Nesta terça-feira, 23, o Brasil também registrou a segunda maior marca na média móvel de casos: a média móvel chegou a 75.212 – número inferior somente ao registrado na segunda-feira, 22, que foi de 75.416,7. Em toda a pandemia, o país teve 12.130.019 infectados e 298.676 óbitos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
41