Oi, o que você está procurando?

Meio Ambiente

Pescadores de Aracanguá levam prefeito e vice em expedição pelo Rio Tietê

Grupo percorreu um trecho de aproximadamente 50 km, para incentivar e buscar alternativas de conservação do meio ambiente, turismo e exploração da pesca

Grupo registrou tudo em fotos e videos, com uma descrição minuciosa sobre os principais pontos e as condições de navegabilidade - Foto: Divulgação

A recém-criada Associação dos Pescadores de Santo Antônio do Aracanguá, liderada pelo presidente José Lopes Neto e pelo vice-presidente Osvaldo Francisco de Melo, promoveu, no último fim de semana, uma expedição com o prefeito Roberto Doná (PSDB), o vice Diassis (PSDB), o presidente da Câmara, Gê da Autoescola (PSB) e outros integrantes, pelas águas do Rio Tietê e seus principais afluentes, a fim de incentivar e buscar alternativas de conservação do meio ambiente, turismo e exploração sustentável da pesca.

O grupo percorreu um trecho de aproximadamente 50 quilômetros, partindo da prainha municipal, localizada no Córrego Lambari, até os limites do município. Durante o trajeto, a comitiva observou e registrou tudo em fotos e filmagens aéreas, com uma descrição minuciosa sobre os principais pontos e as condições de navegabilidade, que fomentam o potencial do município voltado à pesca, ao lazer e turismo náutico, que vem se fortalecendo e atraindo visitantes de várias localidades.

De acordo com os membros da Associação, o município é banhado pelo Rio Tietê e por vários afluentes que se transformaram em grandes cursos d’água, com potencial para impulsionar a economia da cidade, gerando renda e riquezas.

“É daqui que tiramos o nosso sustento como pescadores e é aqui que recebemos visitantes de todos os cantos. Por isso convidamos os representantes da prefeitura e da camara, para que pudéssemos ver de perto e incentivar ainda mais a potencialidade do município, a fim de traçar um plano de desenvolvimento sustentável, pautado pelo respeito e na preservação do meio ambiente”, afirmou o presidente da Associação, José Lopes.

Lazer e trabalho

“Além de lazer para quem gosta de curtir a natureza, o nosso rio nos oferece a oportunidade de trabalhar e ganhar o nosso pão. Daqui tiramos juntos, mais de 15 mil quilos de peixes por mês”, detalha o vice-presidente Osvaldo. “Outro fator importante para nós, pescadores, que dependemos das águas do rio para sobreviver, é o incentivo das nossas lideranças políticas, que começou com o saudoso prefeito Rodrigo Santana e teve a continuidade com na atual administração, garantindo cestas básicas no período de piracema em que ficamos sem trabalhar e oferecendo melhores condições de trabalho, com a doação de redes para todos os pescadores profissionais”, destacou.

Para o prefeito Roberto Doná, a iniciativa foi muito interessante e revela o dinamismo e profissionalismo dos pescadores, sempre dispostos a gerar emprego e renda, sem agredir a natureza.

“Somos privilegiados pela natureza. Aqui, temos tudo que precisamos. Um município com a maior área territorial banhada pelo rio Tietê em relação aos demais municípios da região, a força de vontade dos nossos pescadores e um povo ordeiro e hospitaleiro. Um ambiente perfeito para nos transformar numa grande potência regional na indústria do turismo”, ressaltou o prefeito.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!