Oi, o que você está procurando?

Andradina

Morre vítima de acidente na Citroplast

A vítima foi encontrada por funcionários da limpeza caída debaixo de uma carga de meia tonelada entre palets na manhã de sexta

Morreu na manhã deste sábado (20) na UTI da Santa Casa de Andradina/SP o jovem Thainã Teixeira (20). Ele estava internado desde um acidente ocorrido na fábrica produtora de caixas de papelão Citroplast na zona rural de Andradina.

A vítima foi encontrada por funcionários da limpeza caída debaixo de uma carga de meia tonelada entre palets na manhã de sexta-feira (19).

Segundo o depoimento de colegas ele estava dormindo após troca de turno de trabalho e uma carregadeira teria depositado uma carga de mais de 500k sobre o jovem, sem que ninguém percebesse.

A Citroplast enviou uma nota à imprensa que contesta essa versão do acidente (veja abaixo)

Quando socorrido pela Equipe de Resgate do Corpo de Bombeiros que fez a reanimação após Thainã sofrer uma parada cárdio respiratória.

Ele foi levado ao UPA 24 Horas, onde foi estabilizado e depois encaminhado a UTI, onde  faleceu em decorrência da gravidade dos ferimentos. Thainã era natural de Ilha Solteira/SP e  estava morando em Andradina por conta de oportunidade de trabalho. Ainda não há informações sobre velório.

Confira a íntegra da nota:

“A empresa Citroplast de Andradina, atendendo a questionamento da imprensa e, visando esclarecer o ocorrido nesta manhã de sexta-feira, informa o quanto segue: por volta das 06:30 horas da manhã de hoje, após a troca de turno de trabalho do setor ligado ao acabamento, um funcionário da empresa foi encontrado caído entre uns palets (base de madeira para acomodação de produtos) por uma funcionária que foi ao local fazer a limpeza.

Ao encontrar o funcionário a mesma chamou a chefe da segurança do trabalho que, por sua vez, imediatamente acionou o resgate do corpo de bombeiros, no que foi prontamente atendida, tendo sido resgatado e encaminhado para o hospital de Andradina onde encontra-se internado para os cuidados médicos.

A empresa, ao tomar conhecimento do ocorrido determinou que fosse aberto imediatamente um procedimento interno para apuração dos fatos e, tendo estranhado a forma que ocorreu a situação, bem como o cenário, também determinou que fosse solicitado investigação pela Polícia Civil e Militar, tendo a empresa efetuado o registro da ocorrência.

Ainda não se sabe o motivo e a verdadeira ocorrência, uma vez que no momento em que o mesmo foi encontrado seu setor estava paralisado, não deixando claro que de fato houve algum acidente, podendo ter sido outros fatores ainda desconhecidos, pois a forma em que o mesmo foi encontrado não evidencia acidente de trabalho, uma vez que não havia funcionamento da máquina do setor e não havia possibilidade de, o próprio funcionário deitar sobre uns palets e ainda colocar outros sobre seu corpo ao mesmo tempo em que operasse a máquina.

O funcionário estava deitado sobre uns e foi encontrado coberto com uma chapa de papelão e outros palets acima. Também foi constatado inicialmente que os hematomas encontrados em seu corpo não condizem com a situação de acidente.

A empresa, além de dar toda assistência necessária ao funcionário e aos familiares, também preocupada com a situação e buscando os esclarecimentos verdadeiros dos fatos, adotou as medidas necessárias de investigação juntamente com as autoridades policiais. Deixa claro também que não houve qualquer queda, colisão, tombamento ou qualquer outro tipo de situação acidental aparente, mas apenas uma situação estranha as atividades da empresa e que estão sendo objeto de investigação.

Qualquer afirmativa neste momento afigura-se precipitada e leviana e, posteriormente, após a conclusão das investigações serão divulgados os resultados”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!