Oi, o que você está procurando?

Banner Samar Eco
Banner Samar Eco

INVESTIGAÇÃO

GOE apreende celular e anotações com “regional” do PCC em Araçatuba

Homem afirmou que pertence à facção criminosa PCC, inclusive disse que exerce a função de "regional 018" no partido

Investigadores do GOE/Deic (Grupo de Operações Especiais da Divisão Especializada em Investigações Criminais) apreenderam nesta quarta-feira (3) um telefone celular e duas folhas com anotações, além de dinheiro, com um homem de  32 anos apontado como líder da facção criminosa PCC na região de Araçatuba, além de ser apontado como a pessoa que faz arrecadação do dinheiro do tráfico em biqueiras da cidade.

A equipe do GOE recebeu denúncia de que o investigado, conhecido como Sombra, estaria arrecadando dinheiro proveniente do tráfico de drogas em biqueiras no bairro Águas Claras. Como ele já é conhecido nos meios policiais, inclusive integra a facção criminosa PCC, a equipe policial intensificou o patrulhamento preventivo especializado pelo referido bairro e conseguiu encontrar o homem.

Ele foi abordado quando estava saindo de uma casa que tinha aparência de estar abandonada, cujo morador está preso pelo crime de tráfico de drogas. O homem demonstrou nervosismo com a abordagem. Durante revista pessoal foi encontrado no bolso da bermuda do investigado a quantia de R$ 126 em dinheiro, em notas de R$ 2,R$  10 e R$ 20, além de um aparelho celular de uso pessoal.

O homem não soube dizer que estava fazendo no local e também não falou a origem do dinheiro que levava. Ele afirmou que pertence à facção criminosa PCC, inclusive disse que exerce a função de “regional 018”, dentro do partido.

Os policiais realizaram diligências na residência do investigado, no conjunto habitacional Porto Real, onde sua irmã autorizou a entrada da equipe, indicando onde ele dormia. No local os policiais encontraram e apreenderam duas folhas de caderno manuscritas endereçadas a ele. O homem confirmou que em seu celular há muitas conversas dele com outros “regionais” e outros membros do PCC, e alegou que isso poderia trazer “B.O.” para ele.

O homem encontra-se sob medida cautelar e também está sendo investigado pela participação de uma tentativa de homicídio ocorrido dentro da Santa Casa local. O dinheiro também ficou apreendido até comprovação de sua origem. O celular e as cartas passarão por análise. O homem foi liberado após prestar depoimento.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!