Oi, o que você está procurando?

Um dos jovens de Mirandópolis, baleado na praia durante assalto, relata momento de tensão

Dois jovens de Mirandópolis estão entre as vítimas de um assalto com perseguição policial que resultou na morte de um acusado e deixou três turistas feridos a tiros na praia na madrugada do réveillon em Caraguatatuba, litoral Paulista. Os rapazes foram baleados pelo bandido minutos antes da chegada da Polícia Militar.

A reportagem do Regional Press falou com exclusividade com uma das vítimas. O barbeiro Luís Gustavo de Sousa Madeira, 20 anos, contou que foi com um grupo de amigos passar o ano novo na praia. Eles estavam em seis pessoas e foram em dois carros. Na virada do ano, duas pessoas ficaram no apartamento e quatro foram ver a queima de fogos e ficar na areia da praia.

O rapaz contou que em determinado momento, ele e o amigo Cléber Lucas de Souza Côrte, de 23 anos, saíram caminhando pela praia, e o amigo levava uma caixa de som portátil JBL. Eles evitaram ir para longe inclusive por medo de ação de marginais. Em determinado momento percebeu que um rapaz, com uma bicicleta escura, vinha acompanhando ele e o amigo.

Madeira começou a andar devagar e deixou o amigo ir um pouco à frente, para ver se realmente estavam sendo seguidos. O bandido continuou seguindo Côrte, que levava a caixa de som portátil. Ao perceber que seria abordado, Côrte questionou o suspeito. Neste momento o barbeiro percebeu que o bandido estava com uma arma na cintura.

Baleados

Ao ser questionado, segundo Madeira, o bandido pegou o revólver e deu dois tiros em direção ao seu amigo. Um dos tiros atingiu o maxilar e saiu próximo ao olho. O outro tiro acertou a mão de raspão e atingiu um telefone celular. Em seguida o criminoso mirou a arma para Madeira, que se jogou no momento em que houve um disparo, atingindo seu ombro. O rapaz disse que possivelmente o tiro poderia ter atingido o tórax, se não tivesse se jogado quando percebeu que estava na mira do ladrão.

Os tiros também atingiram a perna de uma jovem de 19 anos, moradora na capital paulista, que estava próxima ao local dos fatos. Madeira disse que chegaria em Mirandópolis neste foi de semana, e seu amigo ainda ficaria internado para possível procedimento cirúrgico. Ele não corre risco de morte.

Perseguição

Minutos antes, policiais militares haviam sido acionados por populares informando que um indivíduo desconhecido, moreno e de bicicleta, estaria praticando roubos a transeuntes na praia.

Quando estavam pelo local os policiais ouviram tiros e perceberam que várias pessoas corriam em várias direções e notaram algumas pessoas caídas ao solo vítimas dos disparos realizados pelo criminoso.

Populares mostraram aos policiais o bandido fugindo de bicicleta. A equipe foi em direção ao acusado e ele abandonou a bicicleta, sacou a arma e disparou contra os policiais, correndo em direção a uma mata. Os policiais revidaram e foram atrás do acusado.

No meio da mata o bandido voltou a atirar contra os policiais que o seguiam e eles revidaram. Os PMs entraram no matagal com escudo balístico, e encontraram o bandido caído. Uma unidade avançada do Samu foi acionada mas o bandido já estava morto. As armas dos policiais que participaram da ação foram apreendidas para perícia, bem como o revólver de calibre 38 que estava com o criminoso, o qual tinha a numeração suprimida.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!