Oi, o que você está procurando?

"ESQUECIDOS"

Prêmios de loterias não resgatados somam R$ 312 milhões em 2020

Valor 'esquecido' é o menor em 5 anos. Pela lei, o dinheiro é repassado integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

(Wilson Dias/Agência Brasil)

Pode parecer improvável que alguém ganhe na loteria e não retire o prêmio. Porém, casos assim são tão comuns que, só em 2020, R$ 311,9 milhões em prêmios deixaram de ser resgatados, segundo dados da Caixa Econômica Federal. O valor, porém, é 6% menor que o acumulado em 2019.

O valor esquecido de prêmios da Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal foi o menor dos últimos 5 anos em termos nominais (sem considerar a inflação), conforme mostra o gráfico abaixo. Mesmo assim, os prêmios não resgatados nesse período somam R$ 1,62 bilhão.

Para onde vai o dinheiro?

Quando os ganhadores não retirem o prêmio em até 90 dias, os valores são repassados integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo a Caixa, as regras valem para todas as modalidades da loteria.

“Em 2020 foram repassados ao FIES R$ 311,9 milhões, considerando todas as modalidades e faixas de premiação cujo prêmio não foi reclamado no prazo legal. Na maioria das vezes, esse montante decorre da soma de prêmios de pequeno valor”, informou a Caixa em nota ao G1.

O Fies é o programa federal de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. Neste ano, as inscrições poderão ser f eitas entre os dias 26 e 29 de janeiro.

A Caixa acrescentou que informa “constantemente” sobre os prazos e formas de recebimento dos prêmios. “Para divulgação das informações de recebimento de prêmios são utilizados cartazes nas lotéricas, mensagens nos volantes de aposta, no bilhete original de aposta e no site da Caixa na Internet”, afirmou.

Repasses das arrecadações

Assim como os prêmios não resgatados, a Caixa também é responsável pelo repasse das arrecadações geradas pelas apostas. Os valores são distribuídos para áreas como Cultura, Saúde, Educação, Segurança, Esportes, Seguridade e outros.

“Além de alimentar os sonhos de milhões de apostadores, as Loterias Caixa constituem uma importante fonte de recursos para fomentar o desenvolvimento social do Brasil”, diz a instituição.

Segundo a Caixa, o montante total de recursos repassados pelas Loterias aos beneficiários legais (saúde, educação, segurança, esporte, etc) somou R$ 8,05 bilhões e foi o maior da história, 1,6% acima do repassado em 2019 (recorde anterior).

A Caixa ainda não divulgou o balanço final da arrecadação das loterias federais em 2020. No acumulado nos 9 primeiros meses do ano passado, a venda de bilhetes de apostas somou uma receita de R$ 11,8 bilhões, o que representa uma queda de 2% na comparação do mesmo período de 2019, quando as loterias arrecadaram R$ 12,1 bilhões.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!