Oi, o que você está procurando?

Pandemia

Coronavírus mata mais de dois milhões de pessoas no mundo

Os contágios na América do Sul também em alta

Agência Brasil

O número de mortos por covid-19 superou os dois milhões no mundo e a OMS alertou sobre a situação catastrófica no Brasil, enquanto o laboratório Pfizer anuncia atrasos na entrega de vacinas.

A situação na região do Amazonas é pior que durante a primeira onda da pandemia, e pode provocar o colapso do sistema de saúde, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Se as coisas continuarem assim, claramente veremos uma onda que será pior que a onda catastrófica em abril e maio”, alertou o diretor de emergências da organização, Michael Ryan.

Falta oxigênio, luvas e os profissionais de saúde estão adoecendo. Quando esses trabalhad ores, e os funcionários de laboratórios, começam a adoecer em massa, “todo o sistema [de saúde] começa a colapsar”, disse Ryan.

E os contágios na América do Sul, também em alta, não podem ser explicados exclusivamente pelas novas variantes da covid-19, que causam dores de cabeça em todo o mundo.

“Também foi tudo o que não fizemos que causou” esta nova onda, criticou o especialista, que pediu para não baixar a guarda com as restrições.

A Colômbia prolongou até 1o de março o fechamento de suas fronteiras terrestres e fluviais em uma tentativa de conter a pandemia.

Dos 2.000.066 mortos desde a descoberta do vírus na China em dezembro de 2019, a Europa aparece como a região mais castigada com 650.560 mortes, seguida pela América Latina e Caribe (542.410) e Estados Unidos e Canadá (407.090), segundo uma contagem da AFP.

A Europa superou na sexta-feira os 30 milhões de casos e, entre os países que vivenciaram aumentos preocupantes nos últimos sete días, a Espanha se destaca, onde os casos aumentaram 168%.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!