Oi, o que você está procurando?

Solidariedade

Caminhões com oxigênio da Venezuela passam pela fronteira com destino ao AM

Gás oxigênio foi doado ao Amazonas após crise de desabastecimento causada pela pandemia.

Caminhões com oxigênio da Venezuela enfileirados na fronteira com o Brasil — Foto: José Martí/Arquivo pessoal

Caminhões carregados com oxigênio da Venezuela cruzaram a fronteira do Brasil na tarde desta segunda-feira (18) com destino a Manaus, no Amazonas. O comboio entrou em Pacaraima, no Norte de Roraima, por volta de 14h.

Na fronteira, já do lado brasileiro, os veículos passaram por trâmites na Receita Federal. Depois, haveria fiscalização na Polícia Federal, no setor migratório, e somente depois seguem viagem. As cargas têm 132 mil m³ de oxigênio, distribuídos em cinco caminhões, doados pelo governo da Venezuela.

O envio da carga a Manaus ocorre após a cidade enfrentar um colapso na Saúde diante do aumento recorde de infectados pelos coronavírus.

Os caminhões saíram da cidade de Puerto Ordaz, informou o cônsul-adjunto da Venezuela em Roraima, José Martí Uriana, que acompanhou da fronteira a entrada dos caminhões no país.

Após ser liberada em Pacaraima, a carga deve passar por Boa Vista, capital de Roraima, de onde segue para Manaus – distante 781 km. Ao ingressar no país, os caminhões foram aplaudidos por médicos brasileiros e venezuelanos.

Na quinta passada, a capital amazonense vivenciou o ápice da pandemia, com a falta de oxigênio para pacientes e leitos em hospitais.

Atualmente, o consumo diário no Amazonas é de 76 mil m³. A capacidade de entrega das empresas fornecedoras do produto tem sido de 28.200 m³/dia e o déficit é de 48.300m³/dia.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!