Oi, o que você está procurando?

Live

Vereador eleito de SP vai à Justiça contra a Prefeitura para barrar show de Maiara e Maraisa

Rubinho Nunes (Patriota) considera que valor de R$ 320 mil não é razoável em um momento de austeridade

O vereador eleito Rubinho Nunes (Patriota), ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL), foi à Justiça pedir para impedir uma live da dupla Maiara e Maraisa, contratada pela Prefeitura Municipal de São Paulo.

A apresentação foi contratada pelo governo municipal para um festival on-line no réveillon 2021 a ser promovido no canal do YouTube da Secretaria Municipal de Turismo. As cantoras receberiam R$ 320 mil.

A informação causou revolta entre trabalhadores do setor cultural, que ainda aguardam o pagamento de editais e auxílios emergenciais, sob a responsabilidade da Secretaria Municipal da Cultural e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

“Bruno Covas quer torrar R$ 320 mil com um show da virada virtual. A falta de respeito à moralidade administrativa é escatológica. Processei a Prefeitura de SP para barrar o absurdo!”, disse Nunes em suas redes sociais.

De acordo com o pedido de Nunes, o valor de R$ 320 mil não está de acordo com os custos comuns até de eventos presenciais.” A medida fere o princípio da moralidade, da legalidade e da eficiência”, diz o pedido.

Ao Metrópoles, a Secretaria Municipal de Turismo disse que “mesmo com as exigências adicionais em função da pandemia provocada pelo coronavírus – custos referentes a equipamentos de proteção e higienização com álcool, por exemplo –, já é possível afirmar que os valores serão inferiores aos do ano passado. Além disso, o show pirotécnico foi cancelado.”

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
89