Oi, o que você está procurando?

Volta às aulas

Reeducandos da Região produzem mais de 265 mil máscaras para escolas estaduais

Fabricação é feita na penitenciária de Andradina e CPP de Rio Preto

Imagem ilustrativa

Reeducandos da região de São José do Rio Preto (SP) estão produzindo máscaras reutilizáveis para alunos das Escolas Estaduais do noroeste paulista. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, já foram produzidas 266 mil máscaras.

A fabricação é feita na penitenciária de Andradina e no CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Rio Preto e, juntos, concentram 22,7% de toda a produção estadual.

Na volta às aulas das escolas estaduais, parte das máscaras e outros equipamentos de proteção individual entregues a alunos e professores estão sendo produzidos pelos reeducandos do Estado de São Paulo.

Na região de Rio Preto, 69 reeducandos produziram 266.200 máscaras reutilizáveis para a rede de ensino estadual.

De acordo com a SAP, serão entregues, até o final de dezembro, o total de 1,5 milhão de máscaras de proteção reutilizáveis, destinadas a alunos, professores e equipe de funcionários das escolas.

Desse montante, 1,1 milhão de máscaras já foram entregues, além de 225 mil máscaras de proteção facial do tipo face shield, que serão distribuídas pelas 91 Diretorias de Ensino no estado de São Paulo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!