Oi, o que você está procurando?

JUSTIÇA

Homem que matou rival após briga de trânsito em Araçatuba é condenado a 16 anos de prisão

Crime foi no dia 2 de outubro de 2015 e vítima foi morta a tiros

Júlio Cesar Silva de Andrade, conhecido como Dimenor ou Julinho, foi condenado nesta sexta-feira (11) pelo Tribunal do Júri de Araçatuba a 16 anos e quatro meses de prisão pela morte, a tiros, de Edivaldo Rodrigues, após uma briga de trânsito em 2015.

Conforme denúncia que consta do processo, no dia 2 de outubro de 2015 acusado e vítima se envolveram em um acidente de trânsito, ocasião em que a vítima teria ameaçado o acusado de morte. O réu então decidiu que mataria a vítima, pegou uma arma e saiu a sua procura, na garupa de uma moto conduzida por um outro homem.

Ele foi até a casa da vítima mas não o encontrou, e perguntou para a filha dele onde o encontraria.  A moça passou um possível local onde ele poderia estar, e o acusado foi atrás. Chegando ao local desceu da moto e foi em direção à vitima, questionando se ela iria matá-lo.

A vítima correu mas foi perseguida e alvejada pelo acusado, levando quatro tiros. Ele chegou a ser socorrido e internado, passou por cirurgia de tórax e abdome e acabou morrendo por choque séptico.  O Juri condenou Julinho por homicídio qualificado, por motivo fútil. O promotor Adelmo Pinho ficou satisfeito a decisão e disse que não vai recorrer da sentença.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!