Oi, o que você está procurando?

INVESTIGAÇÃO

Homem preso com pistola seria amigo da vítima e não autor do homicídio

Mecânico foi preso com pistola 380 que estava com numeração suprimida após denúncia anônima que chegou ao Baep

O mecânico de 27 anos preso em flagrante na noite desta segunda-feira (7) acusado de posse ilegal de arma, por policiais militares do 12º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) seria amigo do técnico em refrigeração Adriano Colombo Massaroto, 21 anos, assassinado na quinta-feira passada (3) na avenida Mário Covas, em Araçatuba. A informação que chegou inicialmente à PM é de que ele seria um dos autores do crime.

A reportagem do Regional Press apurou junto a Deic (Divisão Especializada em Investigações Criminais) que o mecânico preso nesta segunda-feira, por policiais do Baep, por estar com uma pistola de calibre 380 com numeração suprimida, seria realmente amigo da vítima e não teria participação no homicídio, conforme ele alegou em seu depoimento.

Para a Polícia Civil, a linha de investigação por enquanto não aponta para o mecânico. No entanto, ele foi flagrado com uma pistola 380 com oito munições intactas, que estava escondida no guarda-roupas da casa onde mora com a esposa, no bairro Traitu.

A prisão

A equipe do Baep fazia patrulhamento quando recebeu denúncia anônima de que o mecânico, morador no bairro Traitu, estava armado com uma pistola e teria envolvimento na morte do técnico em refrigeração.

Os policiais foram para o local e encontraram o suspeito em frente à casa onde mora, que pertence ao avô de sua companheira. Ele fez gesto de que iria correr mas acabou sendo abordado. Durante revista pessoal nada de ilícito foi encontrado.

Questionado sobre a arma de fogo, o mecânico disse que não tinha nada de errado em sua casa. No entanto, um senhor que mora no local, avô da esposa do mecânico, ao saber da denúncia, franqueou a entrada dos policiais no imóvel dizendo que não tinha conhecimento e não queria nada de errado em sua casa.

Os policiais foram apenas ao quarto do mecânico e sua esposa, neta do dono do imóvel. No guarda-roupas eles encontraram uma pistola marca Bersa, modelo Thunder, calibre 380 plus, oxidada e inox, municiada com 08 cartuchos intactos, do mesmo calibre e numeração suprimida.

Amigo da vítima

O mecânico disse aos policiais que era amigo de Adriano Massaroto e a pistola era dele, e após a sua morte acabou ficando com a arma porque também estava com medo de morrer. Ele ainda perguntou aos policiais se teria como pagar fiança para ser liberado.
O mecânico foi preso em flagrante por posse ilegal de arma e ficou detido à disposição da Justiça.

Investigação

A Polícia Civil está investigando caso. Até ontem não havia uma linha de investigação concreta. A princípio surgiu a informação de que seria passional e poderia envolver um homem morador em outro estado, tese que começou a ser descartada.

Um vídeo de circuito de segurança, obtido pelo RP10, mostra a moto ocupada pelos dois envolvidos no homicídio. A polícia usa as imagens para tentar identifica os criminosos. A vítima seguia pela avenida no sentido bairro-centro, em um veículo Hyundai IX35, quando foi abordada por dois homens em uma moto.

Um deles, possivelmente o garupa, segundo a polícia, efetuou pelo menos 10 tiros na lateral do veículo, do lado do motorista que estava sozinho. No vídeo, a moto pode ser vista ainda ao lado do carro da vítima. Em seguida, o veículo acelera e o piloto da moto faz a volta no meio da avenida Mário Covas e retorna pela via no sentido centro-bairro.

Cerca de 100 a 200 metros depois, Adriano, já em alta velocidade, perdeu o controle de direção e bateu violentamente na traseira de um Fiesta prata e ambos os veículos subiram na calçada e atingiram duas árvores e uma moto estacionada.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!