Oi, o que você está procurando?

educação

Empreendedorismo vira matéria de escola em Araçatuba

Disciplina tem sido cada vez mais comum, as aulas continuaram mesmo com as aulas online; criatividade tem ajudado

Imagem ilustrativa (Foto: Angelo Cardoso)

Ensinar a pensar, planejar e executar com sucesso. Estes são alguns dos objetivos das aulas de empreendedorismo que têm se tornado cada vez mais comum nas escolas públicas e privadas de Araçatuba.

Nas escolas municipais da cidade, as crianças já estão recebendo aulas por meio de uma parceria entre a prefeitura local e o Sebrae. De acordo com a secretária de Educação de Araçatuba, Silvana Sousa e Souza, o curso de empreendedorismo nas escolas municipais atender a mais de 3 mil alunos, do 1º ao 5º anos, em todas as escolas de período integral e nas que fazem adesão, inclusive da EJA (Educação de Jovens e Adultos).

“Após trabalharem com os alunos, ao final do ano, os professores desenvolvem a Feira do Empreendedorismo, onde os alunos colocam em prática os conceitos que aprenderam. Ano passado foi no Araçatuba Shopping”, disse ela. Neste ano, devido à pandemia, os trabalhos foram prejudicados.

Nas escolas particulares, onde a disciplina tem sido cada vez mais comum, as aulas continuaram mesmo com as aulas online. E a criatividade tem ajudado. Um dos exemplos é a parceria que o Colégio Judá fez com o Grupo ViaMaker. Em uma live com estudantes do 6º ano, diretor educacional Marcos Pollo falou sobre a importância dos sonhos em nossas vidas e foi simplesmente enriquecedor.

O diretor e professor do colégio, Bruno Souza, explica que este tipo de educação não é voltado apenas para que os jovens passem a ser empresários, mas também para formar profissionais de excelência. “Eles poderão ser advogados, empresários, professores. O que quiserem. E onde estiverem poderão aplicar os conhecimentos adquiridos e terem mais sucesso”, explica Bruno.

Empreendedor

Empreendedorismo é um termo muito ligado ao ambiente empresarial, que geralmente é utilizado para designar a criação de empresas, produtos ou serviços, bem como a criação de inovações. Entretanto, nas escolas não se trata de abordar assuntos complexos de economia e administração ou “apressar” a entrada dos alunos no mercado de trabalho.

Na verdade, o que se pretende com esse tipo de abordagem é propor atividades educativas que ofereçam algumas noções profissionais e financeiras, mas sempre de maneira a estimular habilidades e competências úteis em diversos contextos

Tanto Silvana quanto Bruno entendem que a escola deve preparar o aluno para ser um cidadão consciente e autônomo. Assim, é também na escola, segundo eles, que deve começar a preparação para o empreendedorismo, para o mercado de trabalho e para as finanças.

Desse modo, as aulas de empreendedorismo na escola são um diferencial na preparação para o mercado de trabalho. Quando adultos, alunos que receberam noções de empreendedorismo têm mais condições de atingir o sucesso em suas carreiras.

Além de preparar para o futuro no mercado de trabalho, a educação que aborda o empreendedorismo traz benefícios imediatos às crianças e jovens.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
33