Oi, o que você está procurando?

Brasileirão

Em clássico movimentado, Santos e Palmeiras ficam no empate

Na Vila Belmiro, Alviverde e Peixe fizeram Clássico da Saudade com emoção de sobra e empataram em 2 a 2

Fernanda Luz/ AGIF

Santos e Palmeiras fizeram um clássico bastante movimentado pela 24ª rodada do Brasileirão e terminaram empatados em 2 a 2. Os gols do Peixe no jogo deste sábado (5) na Vila Belmiro foram marcados por Diego Pituca e Marinho. O Alviverde respondeu com Raphael Veiga e Willian.

Com o resultado do Clássico da Saudade, os dois times ganharam uma posição cada. O Palmeiras agora é o quarto colocado, com 38 pontos, e o Santos vem logo atrás, com a mesma pontuação e o quinto lugar na tabela.

O jogo

O Palmeiras começou com mais posse de bola, ocupou os espaços ofensivos no início e teve a primeira chance aos 11 minutos, em chute traiçoeiro de Emerson Santos que exigiu boa defesa de John. Aos poucos, no entanto, o Santos foi se soltando e foi ao ataque com perigo em duas oportunidades: primeiro, em remate de Felipe Jonatan que foi direto para fora.

Depois, em cobrança de escanteio fechada de Marinho, que quase terminou em gol olímpico. A pressão santista seguiu, com chutes perigosos do próprio Marinho e de Soteldo. Logo na sequência, aos 31, Willian respondeu pelo Alviverde em toque por cima de John, mas a tentativa foi para fora.

Porém, o Peixe não perdoou quando voltou a ser ofensivo. Aos 37, Kaio Jorge viu Diego Pituca livre e passou para o volante, que só tocou para a rede e abriu o placar.

Depois de um intervalo um pouco mais longo que o normal devido a uma queda de luz na Vila Belmiro, os times voltaram para o segundo tempo cheios de energia.

Apenas nos primeiros cinco minutos, duas boas chances para cada equipe. A última delas aconteceu em cobrança de escanteio do Palmeiras, afastada por Lucas Braga. Porém, o lance foi revisado pelo árbitro de vídeo, que pegou toque de mão de Lucas Veríssimo e marcou pênalti para os visitantes. Na batida, aos nove minutos, o meia Raphael Veiga mandou no canto esquerdo e igualou o marcador.

O Santos teve outra boa chance com Veríssimo, que mandou por cima. Porém, o Palmeiras estava letal no ataque e fez o gol da virada aos 17 minutos.

Willian, que iria sair antes de cobrança de escanteio, pediu para esperar e foi recompensado: na sobra, ele apareceu na segunda área e completou para a rede. Apesar da desvantagem, o Peixe não desistiu. Primeiro, Marinho tentou da ponta direita e rematou pelo lado de fora do barbante.

Depois, aos 25, não teve jeito: ele aproveitou passe de Vinícius Balieiro, dominou tirando de Alan Empereur e bateu cruzado para marcar um golaço e deixar tudo igual novamente. Após o empate, o confronto seguiu quente, mas o número de chutes diminuiu.

O árbitro de vídeo entrou mais uma vez em ação aos 48 e expulsou Zé Rafael por excesso de força em dividida com Felipe Jonatan. No fim, os dois times não conseguiram finalizar e saíram com um ponto da Vila Belmiro.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!