Oi, o que você está procurando?

enfrentamento ao coronavírus

Covid-19: Prefeitura faz campanha de conscientização para coibir festas familiares

Município também vai apertar o cerco contra bares e restaurantes que descumprirem as regras do Plano SP

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Mazzei; o chefe de gabinete, Deocleciano Borella Júnior, e o secretário de Comunicação, Jonathas Magalhães falaram à imprensa sobre as ações da Prefeitura para conter o avanço do novo coronavírus

Com frases como “Você vai levar presente ou a morte para o seu pai?” e “Este pode ser o seu último Natal que você vai passar com seu pai ou avô”, a Prefeitura de Araçatuba inicia nesta semana uma campanha de conscientização para que as pessoas evitem as reuniões e festas familiares neste final de ano, para evitar que as confraternizações, Natal e Ano-Novo se transformem em potenciais propagadores do novo coronavírus.

“Vamos fazer uma comunicação mais dura, justamente para conscientizar dos perigos destas reuniões familiares em tempos de pandemia”, afirma o secretário municipal de Comunicação, Jonathas Magalhães, ao destacar que as festas em família, hoje, têm sido apontadas como um grande meio de contaminação e contágio da Covid-19.

Segundo ele, não adianta apenas fiscalizar o comércio e é lembrar as pessoas da importância de evitar aglomerações dentro de casa, principalmente neste mês de festas, em que são comemorados o Natal e o Ano-Novo.

O chefe de gabinete da Prefeitura, coronel Deocleciano Borella Júnior, destaca que o município não pode entrar nas residências e impedir as festas em família, por isso é preciso conscientizar as pessoas de que estes encontros podem ser mortais.

“Houve vários casos que nós tivemos conhecimento de contágio e até morte entre familiares após estas reuniões. Devemos lembrar que família, neste momento, é quem mora na mesma casa. É um momento difícil, mas precisamos evitar visitas e encontros nas residências, porque a pandemia ainda não acabou”, reforçou.

A maior preocupação é com o aumento no número de mortes nas últimas semanas. “Podemos dizer que os casos de Covid-19 estão sob controle, mas o que mais preocupa é que as mortes continuam ocorrendo. Temos receio de que, com as festas familiares, a pandemia saia do controle, porque ainda não temos a vacina”, destacou Mazzei.

Patrulha

Além da campanha de conscientização para evitar as reuniões familiares, a Prefeitura inicia, na próxima sexta-feira (11), uma patrulha para fiscalizar bares e restaurantes e obrigá-los a cumprir as regras do Plano São Paulo, que estabelece o funcionamento destes estabelecimentos até as 22h em todas as regiões do Estado, haja vista que estão na chamada Fase Amarela, também denominada de controle.

Conforme o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Mazzei, a Prefeitura tem realizado reuniões com donos de bares, restaurantes, academias e de outros setores da economia, para alertá-los da necessidade de cumprir as regras para evitar a proliferação do coronavírus. Na Fase Amarela também é proibida a permanência de pessoas em pé em bares e restaurantes.

As patrulhas serão realizadas pelos fiscais de posturas e da Vigilância Sanitária de Araçatuba, com o apoio da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal. Os estabelecimentos flagrados descumprindo as regras poderão ser autuados e, em último caso, terem os alvarás de funcionamento cassados.

Festas clandestinas

As festas clandestinas são outro alvo das patrulhas. “Nestas festas, a polícia tem apreendido os equipamentos de som e acreditamos que isso deve ajudar a coibir estes eventos”, disse Borella. Ele destacou, no entanto, que como estas festas são clandestinas, muitas vezes o poder público não fica sabendo de sua realização para denunciar à Polícia Militar.

Em recente decisão da Justiça de Araçatuba, foi fixada multa de R$ 100 mil e R$ 50 mil a organizadores de festas clandestinas, realizadas geralmente em chácaras, durante a pandemia.

Uso de máscaras

A patrulha contra as aglomerações também vai fiscalizar o uso de máscaras em locais públicos, que é obrigatório. No comércio, o lojista ou dono de bar e restaurante podem ser multados em R$ 5 mil por pessoa que estiver no interior sem o uso de máscaras. Para a pessoa, a multa é de R$ 500.

Casos

Araçatuba, tinha, até essa segunda-feira (7), 8.332 casos positivos de Covid-19 e 193 mortes pela infecção do novo coronavírus.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!