Oi, o que você está procurando?

TECNOLOGIA

China afirma ser segundo país a alcançar “supremacia quântica”; entenda

Um grupo de cientistas chineses afirmou ter construído um computador quântico capaz de realizar pelo menos uma tarefa 100 trilhões de vezes mais rápido

Jiuzhang, o computador quântico da China Imagem: Universidade de Ciência e Tecnologia da China

Um grupo de cientistas chineses afirmou ter construído um computador quântico capaz de realizar pelo menos uma tarefa 100 trilhões de vezes mais rápido que o supercomputador mais avançado do mundo, o Fugaku, do Japão. A declaração foi publicada na quinta-feira passada (3) na revista Science.

Ano passado, o Google nos EUA ganhou aclamação internacional com seu protótipo de computador quântico, o Sycamore, e, assim, alcançou a supremacia quântica, quando uma máquina quântica realiza uma tarefa avançada demais para um computador convencional.

A equipe chinesa, baseada principalmente na Universidade de Ciência e Tecnologia da China, em Hefei, informou que seu computador quântico, chamado Jiuzhang, é 10 bilhões de vezes mais rápido que o da gigante da tecnologia americana.

Ambos os projetos têm sistemas que funcionam de forma diferente. Enquanto o do Google constrói circuitos quânticos usando metal supercondutor e superfrio, o da equipe chinesa registra seu resultado manipulando fótons (partículas de luz).

Para testar o Jiuzhang, os pesquisadores realizam uma tarefa chamada amostragem de bóson. Trata-se de um aparelho no qual pulsos laser são enviados a um labirinto de 300 divisores de feixes e 75 espelhos. A função do computador é calcular e simular o ponto de saída que os fótons (um dos componentes de qualquer luz, como os lasers do experimento) no labirinto, o que é algo bem difícil de prever até para os computadores mais poderosos não-quânticos.

O Jiuzhang detectou, em um teste, 76 fótons, e em média 43 fótons em diversos outros testes. O tempo de cálculo para produzir a lista de números para cada execução foi de cerca de 200 segundos, enquanto o supercomputador chinês mais rápido, o TaihuLight, teria levado 2,5 bilhões de anos para chegar ao mesmo resultado.

O avanço chinês significa que o país também alcançou a supremacia quântica, um grande passo para a competição entre China e EUA para ver quem irá liderar a tecnologia de computação quântica. Como ainda estamos no começo desta corrida, ainda levará um tempo para que aparelhos quânticos —muito grandes e caros com a tecnologia atual— funcionem com aplicações práticas.

Computação quântica

A computação quântica é uma tecnologia principiante que usa a física quântica para obter um processo de informações extremamente acelerado. Enquanto computadores tradicionais armazenam dados usando códigos binários, os bits, representados por 0 ou 1, os computadores quânticos possuem os qubits que conseguem utilizar 2 bits ao mesmo tempo (0 e 1).

Dessa forma, os grupos de qubits presentes em computadores quânticos conseguem armazenar mais dados usando menos energia.

Os computadores quânticos são capazes de realizar cálculos que um computador comum levaria bilhões de anos para descobrir, revolucionando diversas tarefas, como a busca de novos medicamentos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
79