Oi, o que você está procurando?

atrás das grades

Casal procurado pela Justiça é preso em flagrante por tráfico em Araçatuba

Polícia Militar chegou até o casal após abordar autônomo que havia sido coagido a entregar porções de crack no Centro Pop

Policiais militares prenderam nesta terça-feira (9) em um condomínio de apartamentos na rua Aviação, em Araçatuba, o desempregado Douglas Fernando Correa, 35 anos e a companheira dele, a comerciante Simone Gabriela da Rocha, 44, que estavam procurados pela Justiça. Os PMs chegaram até o casal após abordar um autônomo de 35 anos que estava transportando duas porções de crack a mando de Correa. Na ação foram apreendidas porções de drogas, anotações do tráfico, diversos RGs e balança de precisão.

Policiais militares faziam patrulhamento pelo bairro Santana e quando passavam pela rua Dona Ida viram o autônomo de moto. Ele se portou de maneira estranha ao ver a aproximação da viatura e acabou sendo abordado. Durante revista, no interior do capacete, os policiais encontraram duas porções de crack.

Ao ser questionado, o autônomo disse que estava levando as drogas para uma pessoa no Centro Pop, a mando de Correa, vulgo Coquinha, e que estava sendo ameaçado por ele em função de uma dívida. O autônomo confirmou que é usuário de drogas e devido à citada dívida, foi coagido a transportar as drogas.

O homem ainda disse que Correa e a companheira dele estavam procurados pela Justiça. Diante das informações, os policiais foram até o apartamento do acusado e o encontraram saindo em direção ao elevador, oportunidade em que foi abordado. Os policiais verificaram que a companheira dele estava dentro do apartamento com uma sacola nas mãos, onde havia uma balança de precisão e invólucros com diversas pedras de crack, cocaína, e um tablete de maconha.

O casal confessou que era procurado pela Justiça. Contra Correa havia um mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara Criminal da Justiça de Fernandópolis, pelo crime de constrangimento ilegal com uso de arma de fogo. Simone foi presa em função de um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da Justiça de Araçatuba, por crime de estelionato de forma continuada.

Com relação ao tráfico, Simone e o autônomo foram qualificados como testemunha e Correa indiciado por tráfico. Devido aos mandados de prisão, o casal permaneceu detido à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!