Oi, o que você está procurando?

YouTube

‘Teocracia em Vertigem’, novo especial de Natal do Porta dos Fundos ganha trailer

Depois de uma série de polêmicas envolvendo A Primeira Tentação de Cristo, especial de Natal do Porta dos Fundos de 2019, o grupo de humor anunciou nesta sexta-feira seu projeto para 2020: Teocracia em Vertigem. A produção faz referência ao documentário de Petra costa que representou o Brasil no último Oscar e conta, inclusive, com a participação da cineasta.

No trailer, imagens do Congresso Nacional, em Brasília, acompanham a narração de Petra quando, de repente, a roteirista é interrompida por Jesus Cristo de Fábio Porchat. Em seguida, a prévia satiriza a polarização política e os discursos em defesa da “família tradicional”.

Grupo de humor vai apresentar paródia do documentário de Petra Costa, para abordar polarização política

“Tivemos a ideia de fazer paródia de Democracia em Vetigem justamente para falar sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo. Se hoje está todo mundo de posições políticas por que não explorar isso também na época de Cristo?”, explicou Porchat em comunicado à imprensa.

Na sinopse do especial da Natal, depois de ser traído por Judas, Jesus é levado para a casa de Caifás, sacerdote judaico, membro da elite intelectual da época, e julgado pelo conselho sacerdotal.Sem provas de qualquer acusação, o grupo elabora uma maneira de incriminá-lo. Pôncio Pilatos, governante romano de Judeia, também tem razões para decretar a morte de Cristo. E como ele não é bobo, joga a decisão para as mãos da galera.

A produção será lançada no dia 10 de dezembro, no Youtube.

Relembre a polêmica

Em dezembro de 2019, o grupo humorístico foi alvo de diversos ataques por conta de seu especial de Natal, veiculado na Netflix. Ao colocar seu Jesus da ficção para viver uma experiência gay, a produtora recebeu críticas de grupos religiosos. Pelas redes sociais, foram várias as queixas e protestos contra o longa, sob a justificativa de que seria ofensivo à crença de tais pessoas.

Mesmo com abaixo-assinados e todos os ataques virtuais, o especial “A Primeira Tentação de Cristo” teve o melhor desempenho de audiência entre originais nacionais do catálogo do streaming na época do lançamento.

Na época, a sede do Porta dos Fundos, no Humaitá, zona sul do Rio, sofreu um ataque com coquetéis molotov de um grupo neofascista. O suspeito apontado como autor do crime, Eduardo Fauzi, ainda está sendo investigado. Em setembro deste ano, ele foi preso pela Interpol na Rússia. Fauzi chegou a admitir que teve participação no ataque, mas negou ter jogado as bombas.

Em janeiro de 2020, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro censurou o filme, mas o ministro Dias Toffoli revogou a ação com uma decisão liminar (então provisória). Agora, no início de novembro, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, manter a decisão de Toffoli, favorecendo o grupo Porta dos Fundos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
29