Oi, o que você está procurando?

CRIMINALIDADE

Sequestro em Araçatuba teve outra vítima; ambos estavam jurados de morte

As vítimas, conforme informações preliminares da polícia, poderiam estar sendo levadas para o tribunal do crime.

Veículo onde a vítima estava sendo levada para o "Tribunal do Crime"

Um casal homossexual foi vítima do sequestro que ocorreu na tarde desta terça-feira (24) em Araçatuba. Após a PM libertar uma das vítimas, um homem de 35 anos, a segunda vítima, uma transexual de 29 anos, foi encontrada a frente, após pular de um carro onde era levada por quatro homens, segundo ela. As vítimas, conforme informações preliminares da polícia, poderiam estar sendo levadas para o tribunal do crime.

A transexual contou que estava em casa quando dois homens chamaram pelo seu companheiro, um deles estava armado. Ela disse que seu amásio pertencia a facção criminosa e foi expulso após assumir relacionamento homoafetivo. Após o desligamento, segundo ela, eles passaram a ser ameaçados de morte.

Por conta das ameaças o casal estava com passagem comprada para fugir da cidade às 23h desta terça-feira. Ela disse que ao sair da casa havia pelo menos 10 pessoas que passaram a agredir seu companheiro.

Depois, segundo ela, ele foi pego a força e colocado em um Gol branco. O carro estava sem o banco dianteiro do passageiro. Um dos acusados foi dirigindo o carro e outro rendendo a vítima no banco de trás.

Testemunhas que haviam presenciado as agressões e o sequestro da vítima ligaram para a polícia. Dois PMs da RPM (Rádio Patrulhamento com Motos) encontraram o carro em fuga pela marginal Anhanguera, paralela a rodovia Marechal Rondon.

Assim que o veículo foi abordado, a vítima desceu pedindo socorro dizendo que seria morta. Os acusados alegaram que viram a vítima sendo agredida e a colocaram no carro para livrá-lo dos agressores.

A transexual disse que estava sendo levada em um Gol por quatro homens. Ela disse que eles perceberam que o outro carro havia sido detido pelos policiais de moto. Quando os homens reduziram a velocidade, ja na rodovia Elieser Montenegro Magalhães, a transexual teria pulado do carro.

Tribunal do Crime

A outra vítima, o homem de 35 anos, saiu da cadeia há dois meses e já havia sido levado ao Tribunal do Crime do PCC em Campinas.

Ele contou que num momento de descuido dos criminosos conseguiu escapar, dizendo que precisava ir ao banheiro. Integrantes da fação teriam descoberto o novo endereço dele porque uma outra transexual teria passado a informação.

Presos

O delegado plantonista, Flávio Barbiere Brassiolli registrou a ocorrência e ratificou a prisão em flagrante dos acusados, por sequestro, tentativa de homicídio e associação criminosa. O caso será investigado pela Polícia Civil, que vai identificar os outros envolvidos. Uma travesti e outros dois homens, que havia sequestrado a transexual, já foram identificados.

Assista aos vídeos

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
41