Oi, o que você está procurando?

traição

Mulher é presa acusada de atear fogo em casa onde morava de favor

Imagem Ilustrativa

Uma desempregada de 45 anos foi presa em flagrante acusada de incendiar a casa onde ela residia de favor, no bairro Alvorada, zona sul de Araçatuba, na noite deste sábado (7). O imóvel, que ficou completamente destruído, é de um pedreiro de 83 anos, morador na Vila São Paulo, com ela mantinha um relacionamento amoroso.

Policiais militares faziam patrulhamento quando foram acionados pelo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) a comparecerem no local do fato, na rua Araçatuba, onde um imóvel havia sido incendiado.

Quando os PMs chegaram, uma equipe do Corpo de Bombeiros já estava pelo local e o fogo havia cessado, com atuação inicialmente de vizinhos. Os policiais constataram que

o fogo poderia ter iniciado no colchão de um quarto e se alastrado por toda a casa, colocando em risco inclusive imóveis vizinhos.

O dono da casa disse que havia deixado uma moradora de rua, de 45 anos, com quem tem eventual relacionamento amoroso, morar no imóvel de favor. A mulher foi localizada pela filha do pedreiro nas proximidades da residência e foi abordada por policiais militares.

Ela disse que mantém um relacionamento amoroso com o pedreiro e descobriu que havia sido traído. Para se vingar, ateou fogo em um colchão e as chamas acabaram se alastrando pela casa.

Ao ser informada que seria conduzida ao plantão policial, a mulher tentou fugir e resistiu à prisão. No compartimento de guarda presos da viatura, passou a chutar o vidro traseiro do veículo. A mulher aparentava estar sob efeito de álcool ou drogas. Ela foi presa em flagrante e ficou à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!