Oi, o que você está procurando?

descontrolada

Médica é agredida no pronto-socorro de Penápolis após morte de paciente

Filha ficou descontrolada quando soube do óbito; vítima deu entrada com dores no peito

Uma médica de 45 anos, que estava trabalhando, na noite de ontem (5), no pronto-socorro de Penápolis, foi agredida pela filha de um paciente que morreu de infarto durante atendimento na unidade.

A mulher é uma dona de casa, de 37, que também será investigada por danificar alguns objetos e equipamentos. Segundo apurado, policiais militares foram acionados, por volta das 20h30, a comparecer no PS, pois ocorria uma confusão.

Chegando à unidade, os PMs conversaram com a médica. Ela contou que foi solicitada para atender um paciente que estava na sala de emergência e que deu entrada com dores no peito e princípio de infarto.

A profissional foi até a ala e, ao examiná-lo, iniciou o protocolo específico, tendo o auxílio de duas enfermeiras que faziam a medicação. Ela relatou que deixou a sala para fazer um atendimento ao lado, porém, passados alguns minutos, foi chamada, pois o paciente tinha entrado em parada cardiorrespiratória.

Reanimação

Imediatamente, iniciou-se a reanimação e feita a intubação, aplicação de choque e medicamentos na vítima. O procedimento durou 45 minutos, entretanto, o homem não resistiu e veio a óbito.

A médica declarou a morte e voltou para a sala do consultório, solicitando que a equipe chamasse algum familiar. Ao ser dada a notícia do falecimento, várias pessoas invadiram a sala de emergência e a filha do paciente foi até o local onde o corpo estava.

Ao ver o pai, a mulher voltou ao consultório e, por motivos a serem apurados, deu um soco no armário de vidro, usado para guardar medicações. Ainda conforme relato da médica, a investigada pegou a profissional pelos cabelos, arrastou-a até a ala onde estava o corpo do pai e a jogou sobre o corpo.

A dona de casa teria ainda discutido com demais funcionários do PS e danificado outros equipamentos, entre eles um desfibrilador e a porta de entrada do setor de emergência. Levada ao plantão policial, a investigada prestou esclarecimentos. O caso, registrado como dano e vias de fato, será apurado pela Polícia Civil. (Por: Ivan Ambrósio)

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!