Oi, o que você está procurando?

MG

Justiça condena rapaz que matou marido da amante por R$ 50 e um celular

Júri popular condenou Samuel por homicídio qualificado, com emprego de tortura, mediante emboscada e promessa de recompensa

Imagem Ilustrativa

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou Samuel Felipe da Paixão, de 19 anos, a 18 anos de prisão pela morte de Joaniz Divino de Almeida. A vítima era casada com Luciane Araújo Silva, de 38 anos, com quem Samuel tinha um relacionamento extraconjugal. As informações são do G1.

De acordo com a sentença, Joaniz foi atraído pela mulher a voltar para casa na manhã do dia 2 de julho de 2019, em Belo Horizonte (MG). Ela teria afirmado que estava passando mal, para que o marido saísse do trabalho e a ajudasse. No entanto, ao chegar no local, o homem foi surpreendido por criminosos contratados por Samuel e foi agredido com golpes na cabeça e facadas no abdômen.

júri popular condenou Samuel por homicídio qualificado, com emprego de tortura, mediante emboscada e promessa de recompensa. Já Luciane ainda deve responder pelo crime, já que os advogados dela conseguiram o desmembramento do processo. A data do julgamento ainda não foi marcada.

De acordo com a delegada Bianca Mondaini, Luciane e Samuel estavam juntos há cerca de 6 meses. Conforme as investigações, a motivação para Luciane ser mandante do crime era um seguro de vida de R$ 30 mil e uma casa em fase final de construção em Ibirité (MG), avaliada em R$ 300 mil. A mulher teria oferecido um celular e R$ 50 ao amante para que ele assassinasse o marido.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!