Oi, o que você está procurando?

MEIO AMBIENTE

Bolsonaro desiste de mostrar lista de países que compram madeira ilegal

Embora tenha dito que divulgaria na “live” desta quinta-feira (19) os países que, segundo ele, compram madeira ilegal do Brasil, o presidente Jair Bolsonaro não exibiu, durante a transmissão ao vivo, a lista com os nomes desses países.

Na terça (17), ao participar da cúpula do Brics pela manhã, Bolsonaro afirmou que países criticam o Brasil por desmatamento, mas compram madeira ilegal do país. Afirmou, então, que divulgaria a lista desses países “nos próximos dias”.

Na quarta (18), na entrada do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que a lista seria apresentada nesta quinta, durante a transmissão ao vivo semanal que faz em uma rede social.

“Amanhã [quinta,19], na live, nós vamos mostrar os países que nos acusam de desmatar, mas importam madeira clandestinamente nossa, tá ok?”, declarou o presidente nesta quarta-feira. “A gente vai fazer, a gente vai mostrar tudo amanhã”, acrescentou.

Durante a transmissão ao vivo, contudo, a lista não foi exibida. Além disso, Bolsonaro afirmou que não acusará “nenhum país”.

“A gente não vai acusar nenhum país aqui de cometer nenhum crime ou ser conivente de um crime, mas empresas que poderiam estar nos ajudando a combater esse ilícito”, disse o presidente na transmissão.

O presidente estava acompanhado do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e do superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva.

O presidente voltou a afirmar que países criticam a política ambiental do Brasil por questões econômicas.

“É um grande jogo econômico que existe entre alguns países do mundo, em especial para nos atingir porque nos somos realmente potência no agronegócio, as commodities que vêm do campo, e eles querem exatamente diminuir a concorrência nossa”, afirmou Bolsonaro.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!