Oi, o que você está procurando?

SÃO PAULO

Bolsonaristas fazem ato na Paulista contra Doria e obrigatoriedade da vacina

Imagens aéreas do ato de bolsonaristas contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e contra obrigatoriedade da vacina Coronavac no estado. — Foto: Reprodução/TV Globo

Um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou na tarde deste domingo (1) uma manifestação na Avenida Paulista contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e contra a obrigatoriedade da vacina CoronaVac, que está sendo produzida e estudada pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

A manifestação começou por volta das 14h em frente ao Masp e terminou 16h30. O ato foi convocado pelo deputado estadual bolsonarista Douglas Garcia (PTB). Ele declarou nas redes sociais neste domingo que o objetivo da manifestação é “defender o direito de escolha” em se vacinar ou não contra o coronavírus em SP.

“É uma manifestação que estamos fazendo em defesa da nossa liberdade, nosso direito de escolha. João Doria prometeu que vai vacinar os 45 milhões de paulistas de forma obrigatória e compulsória. Só se vacina quem quer. Ninguém é contra a vacina em si, mas contra essa obrigatoriedade”, disse Douglas Garcia no Twitter.

Por meio de nota, o governo de São Paulo afirmou que “respeita o direito democrático à livre manifestação, mas lamenta que o obscurantismo ideológico insuflado por uma minoria raivosa em redes sociais seja usado para espalhar pânico e desinformação”.

“[O governo de São Paulo] atua de forma decisiva, desde junho, no desenvolvimento de uma vacina por meio de parceria internacional entre o Instituto Butantan e a biofarmacêutica Sinovac Life Science. Age de forma responsável para coibir impactos na economia e manter o equilíbrio fiscal das contas públicas, sem aumento de impostos e enxugando a máquina administrativa. Incentiva e orienta diariamente a população sobre a necessidade das medidas de distanciamento social, uso de máscaras e higiene pessoal”, afirmou a nota do governo paulista.

A Polícia Militar não informou o total de participantes da manifestação, mas disse que o ato ocupou duas faixas da Avenida Paulista, nos sentidos Consolação e Paraíso. As imagens da manifestação transmitidas pelas redes bolsonaristas registraram muita gente participando do ato sem máscara.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!