Oi, o que você está procurando?

vejam os vídeos

Ação de criança de cinco anos pegando livros em caçamba de descarte  viraliza por meio de PM de Araçatuba

“Nós vimos a criança sobre a caçamba e fomos ver de perto o que ele fazia. Para nossa surpresa, percebemos que o menino estava folheando alguns livros. Ao perceber nossa presença ele juntou os livros que estavam jogados, colocou embaixo do braço e foi embora”

Uma vida sofrida e humilde. A história de um menino de cinco anos que vive com os pais e outras oito crianças em apenas um cômodo, onde todos sobrevivem com o trabalho de flanelinha do pai do garoto, em Caraguatatuba, litoral paulista, pode estar tomando um novo rumo graças a ação de uma psicóloga e dois policiais militares, um deles o Sargento André Souza, de Araçatuba, que está de férias e flagrou a ação do menino na cidade litorânea.

Em entrevista ao Regional Press, na tarde desta quarta-feira (11), o sargento contou que entrou de férias e foi para Caraguatatuba na casa de um amigo que considera como irmão, o cabo da Polícia Militar Gláucio Oliveira, casado com a psicóloga Beatriz Moraes.

André chegou em Caraguatatuba no domingo. Na segunda-feira o destino fez com que ele e a esposa do cabo Oliveira vissem o menino dentro de uma caçamba de entulho. A cena chamou a atenção. “Nós vimos a criança sobre a caçamba e fomos ver de perto o que ele fazia. Para nossa surpresa, percebemos que o menino estava folheando alguns livros. Ao perceber nossa presença ele juntou os livros que estavam jogados, colocou embaixo do braço e foi embora”, lembrou.

O sargento e a psicóloga foram atrás do garoto e encontraram a casa dele, que ficava a uma quadra do local onde foi visto na caçamba. O imóvel era humilde, e ao chegar, ele distribuiu os livros aos irmãos. “No local conheceram os pais do garoto e a sofrida história da família. Na residência não havia quase. A geladeira estava estragada”. A mãe das crianças contou que o pequeno Mateus, visto pelo sargento, tem como passatempo ficar folheando livros e revistas, e fazendo recortes.

Apesar de não saber ler, ele passa o dia todo observando livros e revistas. Comovidos com a situação, eles compraram alguns brinquedos, roupas, bolachas e demais alimentos, para satisfazer momentaneamente as necessidades da família.

No entanto, durante a noite, o sargento e o casal de amigos ficaram pensando no que poderiam fazer para ajudar mais aquela família. Eles tiveram a iniciativa de postar em grupos locais de redes sociais a situação, e passaram a receber ajuda e doações. Eles conseguiram comprar uma geladeira e uma máquina de lavar roupas.

O vídeo e as postagens nas redes sociais viralizaram, e eles passaram a receber mais doações, incluindo cestas básicas, brinquedos e roupas. O caso chegou a emissoras de televisão de rede nacional e acabou tomando proporções maiores.

Aproveitando a exposição do caso, os amigos tiveram a iniciativa de criar uma vaquinha virtual, para arrecadar fundos e reformar o cômodo onde a família reside de forma precária. Para participar basta clicar no link https://voaa.me/campanha-matheus-livros, ou no instagram do sargento André https://www.instagram.com/tv/CHbrw3VnBGR/?igshid=ytus4z6edmt8

O sargento disse que quando voltar das férias, vai trabalhar durante dois meses na “Operação verão”, em Caraguatatuba, e nas horas de folga ele e os amigos vão ajudar, com o dinheiro da vaquinha virtual, a reformar o cômodo da família.

Ele disse que o objetivo de expor o caso foi de chamar a atenção da sociedade com relação a atenção ao próximo, que pode estar mais perto do que as pessoas imaginam. Outra ação do sargento que viralizou nas redes sociais foi um vídeo onde ele aparece doando e colocando máscara em um idoso, no auge da pandemia em Araçatuba.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!