Oi, o que você está procurando?

ATUALIZADA ÀS 12H40

Identificado rapaz assassinado em Araçatuba nesta madrugada

Ele levou cinco tiros, chegou a ser socorrido mas não resistiu aos ferimentos

Matheus Henrique Barthmann tinha 23 anos. Ele levou um tiro na cabeça e outro nas costas

O rapaz que morreu baleado quando saía de uma festa na madrugada desta segunda-feira (12) na rua Aviação, em Araçatuba, foi identificado como Matheus Henrique Barthmann, 23 anos. O reconhecimento do corpo, na Santa Casa, foi feito pelo padrasto dele, um autônomo de 33 anos, morador no Hilda Mandarino.

Ele disse à polícia que o enteado saiu para ir a uma festa com um amigo. Por volta das 5h este amigo entrou em contato com a mãe da vítima informando que ele havia se envolvido em uma briga, e após ser agredido por várias pessoas, foi baleado. A briga teria acontecido por volta de 2h30, quando o jovem saía de uma festa na rua Aviação.

O autor dos disparos fugiu. Matheus chegou a ser socorrido e levado à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. Ele levou cinco tiros, um na região da boca, dois nas costas, um no braço direito e um no peito. Os policiais que atenderam à ocorrência ouviram pessoas que estavam na festa, mas ninguém soube dizer o que teria acontecido.

O dono do local, um bar a céu aberto, disse que havia locado o espaço para três mulheres realizarem o evento que acontecia durante a madrugada. Elas disseram aos policiais que não conheciam a vítima, e afirmaram que ele estava alterado e havia se envolvido em uma confusão por bebidas que não tinha pago, chegando a rasgar uma nota de R$ 100.

Posteriormente afirmam que viram um desconhecido atirando contra o rapaz. No local foram apreendidos equipamentos de monitoramento que podem ter gravado o crime. O rapaz estava sem documentos quando foi socorrido e por isso não foi possível fazer a identificação na hora, sendo identificado posteriormente na Santa Casa, quando a família foi avisada.

Segundo familiares, Matheus tinha o costume de se envolver em brigas com freqüência. A Polícia Civil vai investigar o caso. Quem tiver alguma informação que leve aos autores do crime pode entrar em contato com as polícias Civil ou Militar, pelos telefones 197 ou 190. Não é preciso se identificar.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!