Oi, o que você está procurando?

Esporte

Edson Barboza volta a vencer e ‘salva’ o Brasil em noite trágica no UFC

Realizado na noite deste sábado (10), em Abu Dhabi, o UFC Fight Night 179 contou com cinco brasileiros em ação, mas apenas Edson Barboza saiu vencedor

Em noite trágica para o Brasil, Edson Barboza “salvou a pátria” no UFC Fight Night 179, realizado neste sábado (10), na “ilha da luta”, em Abu Dhabi.

Em ação no co-main event, Edson foi o único de cinco brasileiros a vencer, derrotando Makwan Amirkhani por decisão unânime dos jurados. Na luta principal, Cory Sandhagen bateu Marlon Moraes por nocaute técnico no segundo round e se aproxima do title shot no peso galo, que tem o russo Petr Yan como campeão.

Além de Marlon, os brasileiros Markus Maluko e Rodrigo Zé Colmeia, nocauteados, e Bruno Bulldoguinho, na decisão, foram superados por seus respectivos adversários. O grande destaque do evento ficou por conta do nocaute espetacular aplicado por Joaquin Buckley contra Impa Kasanganay.

Na luta principal da noite, Marlon Moraes, primeiro no ranking peso-galo, e Cory Sandhagen, quarto colocado, fizeram um primeiro round movimentado, com o brasileiro levemente superior, em busca de encontrar a distância para acertar seus melhores golpes.

Logo no início do segundo round, entretanto, o americano surpreendeu Marlon com um lindo chute rodado que pegou na cabeça do brasileiro. Restou para Cory desferir mais alguns socos até o árbitro encerrar a luta e os jurados decretarem seu triunfo por nocaute técnico. Em entrevista, o lutador pediu para enfrentar TJ Dillashaw ou Frankie Edgar.

O nocaute não veio, mas foram quatro knockdowns, uma exibição de gala e sua primeira vitória no peso pena. Assim terminou a noite de Edson Barboza, que derrotou Makwan Amirkhani por decisão unânime dos jurados no co-main event do UFC Fight Night 179 e voltou a vencer depois de três lutas.

O confronto foi um verdadeiro passeio do brasileiro, que quase sem tomar sustos, dominou do início ao fim e, em algumas oportunidades, chegou perto de finalizar o finlandês. Em entrevista ainda no octógono, Edson celebrou bastante o resultado e mandou um recado para o restante dos rivais na divisão dos penas: “Vim para ser campeão”.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!