Oi, o que você está procurando?

STF

Alexandre de Moraes é o novo relator do inquérito sobre Bolsonaro

Antes, relator era Celso de Mello, que se aposentou. Presidente do STF atendeu pedido dos advogados do ex-ministro Sergio Moro

O ministro Alexandre de Moraes, durante sessão de julgamento sobre limite para compartilhamento de dados fiscais

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o novo relator do inquérito que apura suposta interferência na Polícia Federal por parte do presidente Jair Bolsonaro.

Mais cedo o presidente do STF, ministro Luiz Fux, determinou a redistribuição da matéria 4831 que estava sob a relatoria do ministro Celso de Mello.

A redistribuição da matéria foi feita pelo sistema eletrônico do STF. O pedido de mudança de relator foi feito há uma semana. Fux, que é presidente do STF, ficou de fora do sorteio.

A medida de Fux impede que o indicado por Bolsonaro para a vaga de Celso de Mello, Kassio Marques, mesmo que seja aprovado na sabatina desta quarta-feira (21/10), herde a relatoria do inquérito.

Moraes já travou embates com o presidente da República, como quando tornou sem efeito a nomeação de Alexandre Ramagem para a Diretoria-Geral da Polícia Federal (PF). Bolsonaro afirmou que o ministro o desautorizou com “uma canetada”. Na ocasião, o mandatário disse, também , que “não engoliu a decisão”.

“Moraes tentou desautorizar um presidente da República com uma canetada alegando impessoalidade. Apelo para que respeitem a Constituição. Quase houve uma crise institucional ontem [quarta-feira]”, assinalou o chefe do Executivo.

Em abril, Alexandre de Moraes concedeu liminar que suspendeu a indicação de Ramagem para a Polícia Federal, após a saída de Maurício Valeixo do cargo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!