Oi, o que você está procurando?

INFRAESTRUTURA

Pompeu recebe canal de concreto para proteção do leito do córrego Machadinho

O secretário de Planejamento Tadeu Consoni (à esq) visitou o setor de produção da Copel Construções, Indústria E Comércio - Foto: Divulgação

Pompeu recebe canal de concreto no córrego Machadinho

O primeiro trecho do prolongamento da avenida Joaquim Pompeu de Toledo, em Araçatuba,  já recebeu as aduelas celulares para transposição e terá instalados, a partir de 7 de outubro, os perfis de concreto em “L” para proteção do leito do córrego machadinho.

Em visita ao setor de produção da Copel Construções, Indústria E Comércio, em Araçatuba, o engenheiro e secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação e de Mobilidade Urbana, Ernesto Tadeu Consoni, conferiu o planejamento de fabricação e entrega dos perfis em L, que contemplarão primeiramente o trecho entre as ruas Sarjob Mendes/Tupinambás e rua Chile.

Segundo Tadeu Consoni, a produção do material já começou e requer um tempo mínimo de sete dias de cura para a resistência esperada do concreto, após sua formatação final. “Os perfis em L serão depois colocados nas laterais internas do leito e, entre elas, será feita a armação pra preenchimento com concreto do fundo da laje da canalização. Após este procedimento, o local poderá receber terra e a posterior pavimentação asfáltica”.

Segundo a diretoria da Copel, a entrega para imediata aplicação das peças começa em sete de outubro. Consoni informa que, até 19 de outubro, o local receberá os 472 metros deste material, a concluir o trecho entre a Sarjob Mendes/Tupinambás até rua Chile. “A partir do dia sete, o empreiteiro já tem que começar a colocar essas peças e, com duas máquinas, uma de cada lado, poderá ser bem mais rápido”.

Esta primeira parte também já foi contemplada com as aduelas para transposição, pelas quais a população já pode saber onde haverá novas travessias sobre o leito do Machadinho. As obras nos trechos seguintes seguem com a retirada de vegetação e solo, para colocação de pedra rachão e regularização da base com BGS (brita graduada simples).

O canal será feito todo a céu aberto e apenas as áreas de transposição (travessias) levam aduelas, todas já licenciadas por outorga do Daee-SP (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo).

A empresa responsável pela canalização do córrego é a Acxel Engenharia Ltda, que venceu a licitação por R$ 8.710.043,34, valor 8,0035% menor do orçado pela Prefeitura, que era de R$ 10.057.414,46. Ela substituiu a TMK Engenharia S.A., que teve seu contrato rescindido em janeiro.

A  pavimentação asfáltica do prolongamento da avenida Pompeu será realizada pela empresa Sanches e Sanches Ltda. O investimento total é de R$ 2.986.175,02.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
error: Conteúdo Protegido!
41