Oi, o que você está procurando?

POLÍTICA

Penápolis terá seis candidatos a prefeito este ano

Eleições acontecem em 15 de novembro; postulantes aguardam registro para iniciarem campanhas

Por: Carlos Netto

Com mais três convenções partidárias, realizadas na última terça-feira (15), Penápolis terá seis candidatos disputando a Prefeitura na eleição que acontecerá em 15 de novembro. Realizada virtualmente, o advogado e vereador Evandro Tervedo Novaes foi confirmado para concorrer ao cargo de chefe do Executivo pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro).

Ele terá como vice a também advogada Jocileine de Almeida Baron, do mesmo partido. O postulante disse que, agora, aguarda a efetivação de registro da candidatura, que deve ocorrer até o final do mês para, então, colocar a campanha oficialmente nas ruas, em busca dos votos.

“Após essa liberação, trabalharemos em busca da renovação. Não fizemos coligação com outras legendas e, portanto, iremos para o pleito com chapa ‘puro sangue’”, destacou. Novaes, antes de se tornar vereador, atuou como diretor administrativo e presidente da Emurpe (Empresa Municipal de Urbanização de Penápolis).

No Legislativo, foi eleito vice-presidente, ficando à frente da Câmara de 1º de janeiro a 11 de maio de 2017, em razão do eleito, Rubens Bertolini (Republicanos), ter assumido o cargo de prefeito interino por impedimento imposto pela Justiça a Célio de Oliveira (sem partido).

RONI FERRAREZE

Outro candidato definido também foi Roni Ferrareze, do PSB (Partido Socialista Brasileiro), que já exerceu o cargo de prefeito em Valparaíso em 2017. Residindo atualmente em Penápolis, onde atua como médico, ele se coloca como candidato para uma nova cidade que, segundo ele, “será construída com novas ideias, atitudes e pessoas”.

O presidente do partido, Durval Correa Leite Neto, o Tuca, disse que também aguarda os trâmites legais para o registro da candidatura para, também, iniciar os trabalhos nas ruas. O candidato a vice, também da legenda, é o gerente empresarial Jorge Luiz Matiusso.

“Nosso lema será saúde e emprego, temas que são frequentes na sociedade penapolense e que geram o maior número de questionamentos. O Roni sabe todas as dificuldades que a cidade têm enfrentado”, ressaltou Tuca.

KADÚ DOMINGUES

Realizada de forma presencial, na Câmara de Vereadores, o PT (Partido dos Trabalhadores) oficializou a pré-candidatura do empresário e advogado Kadú Domingues e do médico José Carlos Aguirre Monteiro, o Zeca Monteiro, como prefeito e vice, respectivamente, além da chapa de vereadores.

Na ocasião, foi confirmada a coligação com o PCdoB (Partido Comunista do Brasil), que também aguarda o registro da chapa para dar largada à campanha que também busca, com renovação, eleger vereadores e o próximo prefeito que administrará a cidade.

Ao falar durante a convenção, Domingues evidenciou o acolhimento que recebeu nas fileiras do partido, especialmente do ex-prefeito João Luís dos Santos, que declinou de ser candidato, apoiando a renovação. “Fico feliz com o apoio que estou recebendo, não apenas da legenda, mas da minha família, amigos e de segmentos da cidade que também querem mudanças e renovação”, destacou.

Sobre ser candidato, o empresário disse que a Prefeitura é o poder mais perto do povo e estar lá é uma das formas de ajudá-los, especialmente nas questões que os envolvem. “O município é o lugar real da população que sofre com saúde, segurança e desemprego. Estando lá, vamos ajudar, com certeza”, garantiu.

A presidente do PT, professora Jandinéia Fernandes, também ressaltou a necessidade de renovação, evidenciando qu e Domingues representa, hoje, esse anseio da população. “Essa renovação garantirá aos penapolenses o retorno das conquistas do governo petista e que foram esquecidas. Dias melhores virão”, evidenciou.

DEMAIS

No último domingo (13), na Câmara de Vereadores, os partidos MDB (Movimento Democrático Brasileiro), PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), Democratas e Cidadania realizaram suas convenções e firmaram as alianças pelas candidaturas majoritárias. Eles apoiarão Carlos Alberto Feltrin (MDB) a prefeito e Benone Soares de Queiroz Júnior, o Benoninho (PSDB) a vice.
Eles são os nomes pré-indicados pelas legendas de apoio à atual administração. A aliança MDB/PSDB foi sacramentada no último dia 11, com apoio integral do DEM e do Cidadania, que lançarão candidatos a vereador. O grupo tem apoio ainda do Solidariedade.

Feltrin é o atual vice-prefeito da gestão de Célio de Oliveira (sem partido). Benoninho foi vice durante a gestão de Firmino Ribeiro Sampaio, que foi de 2001 a 2004. Antes, seu pai, Benone Soares de Queiroz foi prefeito de 1997 a 2000, mas morreu no exercício do cargo, tendo assumido o comando do Executivo o vice, na época, que era Sampaio.

O advogado, pastor evangélico e vereador Rubens de Medici Ito Bertolini, o Rubinho (Republicanos), teve seu nome confirmado para disputar no voto a eleição para a Prefeitura neste ano. A convenção eleitoral presencial ocorreu no período da manhã no plenário do Legislativo.

O seu vice será o também advogado Flávio Medeiros Eid, do mesmo partido. O grupo definiu ainda os 20 candidatos a vereadores e seus números, bem como a aprovação de que estará concorrendo isoladamente, sem coligações. Bertolini foi prefeito interino de Penápolis de 1º de Janeiro a 12 de maio de 2017, quando foi eleito presidente da Câmara. Naquele momento, a eleição de Célio de Oliveira estava sub judice, tendo assegurada a sua posse no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em Brasília.

O primeiro a ter as chapas oficializadas foi o prefeitável Caíque Rossi, do PSD (Partido Social Democrático) com sua vice, a médica Mirela Fink (Podemos). Os partidos aliados – PSD, Podemos e Avante – fizeram suas convenções de forma online também no dia 11, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

As legendas disputam as eleições municipais com chapas completas para vereadores. Rossi é empresário, foi coordenador regional de projetos do Sebrae-SP. Tem experiência na vida pública, passando pela Câmara de Vereadores na legislatura anterior – sendo seu presidente -, além de ter se candidatado ao cargo de chefe do Executivo na última eleição, ocorrida em 2016, ficando em segundo lugar, obtendo 7.232 votos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!