Oi, o que você está procurando?

Escrava Sexual

“Fui obrigada a me prostituir na França”, diz brasileira enganada por oportunidade de emprego

Quando chegou na França, ela foi levada para uma mansão e dois homens armados mostraram uma folha com dívidas e que ela teria que trabalhar junto com as outras mulheres para pagar o que deviam

A brasileira Kelly Borges Almeida, de 22 anos, relatou em depoimento para a revista Marie Claire que foi enganada em 2002 por uma proposta de emprego para trabalhar em um restaurante na Europa e que ficou presa junto com outras mulheres estrangeiras. “Fui traficada e obrigada a me prostituir na França”, disse.

Uma colega de trabalho do supermercado em que Kelly trabalhava ofereceu a oportunidade. “Ela disse que ele me pagaria quatro vezes mais do que eu ganhava no supermercado, que teria um alojamento para ficar e a alimentação seria por conta dele”, afirmou.

Quando chegou na França, ela foi levada para uma mansão e dois homens armados mostraram uma folha com dívidas e que ela teria que trabalhar junto com as outras mulheres para pagar o que deviam. Ai começaram a se prostituir. Segundo Kelly, cada menina tinha que atender, no mínimo, oito clientes por dia.

Sua salvação foi um cliente que se aproximou dela e a levou para casa com o objetivo de comemorar seu aniversário. Kelly aproveitou que o homem ficou bêbado para fugir.

Após pegar um táxi, ela disse que tudo o que tinha acontecido e conseguiu ir para Lisboa, em Portugal, onde trabalhou em um restaurante e conheceu seu marido.

Após quase três anos do susto que passou, Kelly voltou ao Brasil e se encontrou com seus filhos e sua mãe. Sete anos depois, ela engravidou novamente e voltou a viver em Portugal, junto com seus sogros e seus dois filhos mais novos.  Atualmente, ela trabalha como voluntária em um abrigo que acolhe prostitutas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!