Oi, o que você está procurando?

AGORA É LEI

Covid: Inglaterra vai multar em até R$ 70 mil quem testar posivito e furar quarentena

Centenas de pessoas lotam praia em Brighton, no sul da Inglaterra — Foto: Matt Dunham/AP Photo

Agora é lei: quem testar positivo para a covid-19 ou for informado de que teve contato com infectado é obrigado a se isolar. Governo britânico diz que não vai hesitar em endurecer medidas para conter nova alta nos casos.

Recusar-se a cumprir a quarentena quando esta for obrigatória se tornou ilegal na Inglaterra nesta segunda-feira (28/09), com multas que chegam a 10.000 libras (cerca de 70.000 reais).

No país europeu, aqueles que testarem positivo para a covid-19 ou forem informados oficialmente pelas autoridades de saúde de que tiveram contato com alguém infectado são agora obrigados por lei a se isolarem.

A quarentena nesses casos, que antes era voluntária, tem que ser cumprida durante um período de dez dias após o início dos sintomas ou após a data do teste, no caso dos assintomáticos.

Segundo as novas regras que entraram em vigor nesta segunda, quem for pego descumprindo o isolamento obrigatório terá que pagar uma multa de 1.000 libras (7.000 reais). A penalidade sobe para 10.000 libras se o infrator for reincidente ou em casos de infrações mais graves, incluindo empresas que obriguem seus funcionários a trabalhar.

O Departamento de Saúde e Assistência Social do país informou que aqueles que testarem positivo para o coronavírus também serão multados se tiverem fornecido intencionalmente informações falsas sobre lugares onde estiveram ou pessoas com quem tiveram contato.

A polícia será responsável por fiscalizar o respeito pelas regras, por meio de batidas aleatórias ou denúncias de vizinhos, por exemplo.

O governo informou ainda que vai introduzir um pagamento de 500 libras (3.500 reais) para as pessoas com rendimentos baixos que precisarem ficar em isolamento.

“À medida que os casos aumentam, é imperativo que tomemos medidas”, afirmou o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock. “Essas medidas simples podem fazer uma enorme diferença para reduzir a transmissão do vírus, mas não hesitaremos em adotar outras medidas se os casos continuarem a aumentar.”

As novas regras, anunciadas há cerca de dez dias em meio a um aumento dos casos no país, foram decididas após um estudo encomendado pelo governo britânico ter apontado que apenas 18% das pessoas que apresentaram sintomas fizeram quarentena voluntária.

As medidas se aplicam apenas na Inglaterra, pois os governos autônomos da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte são responsáveis pelas próprias regras.

O Reino Unido é o país europeu com maior número absoluto de mortos pela covid-19, somando mais de 42.000 óbitos desde o início da epidemia. Em todo o mundo, a nação fica atrás apenas dos Estados Unidos, Brasil, Índia e México em número de vítimas.

O território britânico acumula ainda mais de 441 mil casos confirmados. Nos últimos sete dias, foram registadas 40.712 novas infecções, uma média diária de quase 6.000 casos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!