Oi, o que você está procurando?

RETOMADA

Campeonato Paulista Feminino de Vôlei começa nesta quarta-feira

PIN X SESI, Superliga 2019 - 2020, 12nov | Esporte Clube Pinheiros | Foto: Ricardo Bufolin / Panamerica Press / ECP

A bola sobe nesta quarta-feira (23) para a edição 2020 do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei. A competição conta com seis equipes (São Paulo/Barueri, Renata Country Club/Valinhos, Osasco São Cristóvão Saúde, São Caetano, Sesi Vôlei Bauru e Pinheiros). Serão seguidos todos os protocolos de segurança e não haverá a presença de torcedores para evitar a disseminação do novo coronavírus (covid-19).

A rodada de abertura terá três confrontos na noite desta quarta-feira. Às 19h, em Bauru, o Sesi Vôlei Bauru enfrenta o Pinheiros; às 19h30, em Barueri, o São Paulo/Barueri, atual campeão, terá pela frente o Renata Country Club/Valinhos; e às 20h, em Osasco, o Osasco São Cristóvão Saúde jogará contra o São Caetano.

Ao todo, a fase de classificação, entre 23 de setembro e 6 de outubro, terá 15 jogos em turno único. As quatro equipes com melhor campanha farão as semifinais, com cruzamento olímpico (primeiro contra quarto e segundo contra terceiro). A partir das semifinais, os duelos serão decididos em dois jogos, com definição no golden set (set extra jogado em caso empate após o segundo jogo). A final também será em dois jogos com golden set.

Osasco São Cristóvão Saúde

Maior vencedor do torneio, com 15 títulos, o Osasco São Cristóvão Saúde faz a primeira partida do Paulista de 2020 com a responsabilidade de ser um dos principais favoritos ao título. A maior novidade no plantel é o retorno da oposta Tandara. Também foram contratadas para a temporada 2020/2021 as ponteiras Tainara Santos, Sonaly e Gabi Cândido, as centrais Mayany e Camila Paracatu, a levantadora Naiane e a oposta Karine Schossler.

Enquanto isso, a base do time da temporada passada foi mantida. O técnico Luizomar de Moura continua contando com a levantadora Roberta, a central Bia, a líbero Camila Brait e a ponteira Jaque. Completam o elenco a líbero Kika, a levantadora Amanda e a central Karyna Malachias.

Sesi Vôlei Bauru

Campeão em 2018 e melhor time paulista na última edição da Superliga, o time do Sesi Vôlei Bauru chega para a edição deste ano dividindo o favoritismo com o Osasco. Foram sete contratações: a levantadora Carol Leite, a central Mara, a oposta Pamela, as ponteiras Suelle, Vanessa Janke e Mari Cassemiro e a líbero Brenda Castillo. Mas, por problemas burocráticos, a líbero dominicana, considerada uma das melhores do mundo na posição, ainda não está no Brasil e será desfalque na estreia desta quarta-feira contra o Pinheiros. A central Mayhara, que se lesionou em um treino, também é desfalque.

Ao lado da Mayhara, mais cinco jogadoras renovaram contrato: a levantadora Dani Lins, a central Adenízia, a oposta Polina Rahimova, maior pontuadora da última edição da Superliga, a líbero Julia Machado e a ponteira/oposta Tifanny.

O técnico Anderson Rodrigues também segue mais uma temporada no comando da equipe. No dia 12 de setembro, a equipe já fez um primeiro teste para a temporada. Foi um amistoso na Arena Minas, em Belo Horizonte, contra o Itambé Minas, que acabou com placar de 3 sets a 0 para as mineiras.

São Paulo/Barueri

Além de acabar a Superliga 2019/2020 em sexto lugar, o São Paulo/Barueri entra no Estadual para defender o título e com uma equipe bem diferente. Algumas jogadoras deixaram a equipe. As principais foram a levantadora Juma e a oposta Lorenne, que defenderão o Sesc RJ/Flamengo, e a ponteira Tainara, que é reforço do Osasco São Cristóvão Saúde.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!